Gustavo Silvestre, Arnaldo Ventura, Danilo Costa, Karin Feller e Walério Araújo


Na última noite de desfiles da Casa de CriadoresGustavo Silvestre abriu as apresentações com uma coleção inspirada no carnaval de rua de Olinda (PE): silhuetas com movimento e vestidos fluídos com estampas vibrantes. Em contraponto, peças que marcam o corpo, especialmente modelos com bordados em fios brilhantes ou em patchwork de denim reaproveitado.

Depois de 3 edições no Projeto LabArnaldo Ventura ingressa no line-up principal com a coleção intitulada “Canto para o Mar”. Permeadas por um forte perfume africano, as roupas são inspiradas no encontro de pescadores com Iemanjá. As formas masculinas são contemporâneas e passeiam na alfaiataria. Para as mulheres, shapes mais secos e estruturados, acompanhados de itens fluídos, lembrando o balanço das águas do mar.

Estreante, Danilo Costa mostrou uma coleção recheada de referências náuticas, intitulada “Not Just a Summer Love” (Não apenas um amor de verão), que resultou em formas confortáveis e descompromissadas, com estampas de peixes abstratos e desenhos de ancoras.

Karin Feller se inspirou no universo veranil de um piquenique, voltada para uma consumidora jovem, romântica e bem feminina. Silhuetas levemente godês, cintura marcada e estampas delicadas permearam os lançamentos.

No encerramento do evento, Walério Araújo apresentou um desfile para lá de especial, comemorando o aniversário de 40 anos. Entre amigos e clientes, como Sabrina Sato, Rosi Campos, Celso Kamura e André Almada, o estilista apresentou roupas que mesclam sensualidade e ingenuidade, explorada por meio de transparências e decotes. Estampas e bordados coloridos de desenhos infantis, laços, pipas e ursinhos estiveram na coleção.

Tags: , , , , , , , , , ,

Leave a Reply