As grifes Chromat e Zana Bayne montaram um casting livre dos “padrões”, recheado de modelos das mais variadas medidas – e belezas. “Está na hora de a gente representar todas as mulheres na passarela”, declarou a top plus size Denise Bidot.

denise

Denise Bidot acaba de fazer história – e das boas. Na última quinta-feira (4), ela se tornou a primeira modelo plus size latina a subir em uma passarela do NYFW. A top, que não carrega as medidas reduzidíssimas e questionáveis exigidas pela insdústria da moda foi convidada para integrar o casting da grife de lingeries Chromat.

Vestindo top e calcinha estruturados, ela não só subiu à passarela da grife comandada pela designer Becca McCharen como puxou a fila final. “Eram apenas um monte de mulheres bonitas. Não deve haver um único tamanho quando se trata de modelos de passarela”, disse em entrevista à Cosmopolitan. “Eu acho que está na hora de a gente representar todas as mulheres na passarela, porque isso faz parte da moda. Eu entendo que não existe um jeito errado de ser mulher.

de1

E a grife não ficou só com Denise. Uma outra modelo plus size também foi convidada a participar do mesmo desfile. Horas depois, uma nova surpresa: a modelo Gia Geneiveve,  famosa por suas curvas acentuadas, subiu à passarela da marca Zana Bayne vestindo hotpants e um corpete ultrasexy. Por uma moda mais democrática!

“Parece que eu trabalhei oito anos para isso. É o primeiro ano em que isso tem sido aceito e que estão incorporando mulheres com mais curvas aos desfiles – estou começando a sentir ventos de mudança”, concluiu Denise.

dj

 

Fonte: Marie Claire

 

 

 

Tags: , , , , , , ,

Comments ( 0 )

Poucas cores fazem tanto sucesso nas noitadas brasileiras quando o dourado. E, se você integra o time das mulheres apaixonadas pelo acabamento metálico associado ao luxo e à extravagância, a Semana de Moda de Nova York tem uma boa notícia: o dourado voltou com tudo e promete dominar os looks da temporada. Várias grifes que desfilaram na última semana apostaram na cor e não hesitaram em dar o seu “Toque de Midas” nas produções exibidas pelas modelos.

A última tendência é transformar tudo em ouro mesmo. Sem se limitar aos acessórios, vale investir no dourado em composições monocromáticas dos pés à cabeça – incluindo a maquiagem e o esmalte! E quando falamos em dourado, as possibilidades são infitinas. Além de valorizar todos os tipos de pele, a cor também permite transitar entre um visual glamuroso e descolado com a mesma facilidade com que pode ser combinada a outras tonalidades. Para não errar, é só apostar na dobradinha clássica com o preto ou com o branco! Em relação ao tecido, também vale tudo: dos mais fluidos aos mais estruturados e com texturas diversas.

Confira na galeria abaixo alguns dos golden looks que brilharam (literalmente) nas passarelas:

 

meskita_montagem meskita_montagem_2 meskita_montagem_3 tecido_aquoso_montagem tome_montagem

 

 

 

Fonte: GNT

Tags: , , , , , , ,

Comments ( 0 )

E a Semana de Moda de NY, hein? É momento de ficar de olho na moda americana e seus novos caminhos – a mais comercial das temporadas de moda internacionais geralmente traz roupas e propostas que a gente tem vontade de usar agora – e não daqui a seis meses, quando elas vão chegar à lojas!

alexander-wang-altuzarra

 

Claro, existem os nomes mais autorais como Alexander Wang, por exemplo, que se inspirou em tênis e conseguiu mais uma vez criar algo novo a partir de suas referências no sportswear (fruto também de sua parceria com a Nike); e Altuzarra, que pensou no filme “O Bebê de Rosemary” e transformou aquele look baby-doll ingênuo da personagem de Mia Farrow em algo muito mais sexy!

Fora isso, as meninas devem suspirar pelos looks de Carolina Herrera (florais misturados com figuras geométricas, experimentações com modelagens nos ombros, saias bem rodadas) e de Tommy Hilfiger (pegada festival de música, Woodstock, flower-power, estrelas e listras, microvestidos ou longos, toque militar à “Sgt. Pepper’s Lonely Heart Club Band”, e Kendall Jenner e Georgia May Jagger na passarela). Qual você prefere?

carolina-herrera-620 tommy-620

 

Fonte: GNT

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Comments ( 0 )

Sair vestida de toalha de piquenique é chique, bem! E olha que a estampa nascida na cidade de Vichy, no sul da França, é bacana desde os anos 50. Dá uma olhada nos modelitos e aprenda a usar também!

vichy-2
O vestidinho de Nina Dobrev não parece ter sido inspirado na Dorothy, de “O Mágico de Oz”?  Já Amanda Seyfried escolheu um modelito vichy “made in Itu” da grife francesa BalmainKate Hudson, no entanto, combina a estampa clássica com o floral e bastante textura.

vichy-1
Kristen Dunst apostou no estilo pin-up ao escolher um vestido rodadinho + bocão vermelho, enquanto Anne Hathaway fica com o look mais atual ao investir num shape mais justinho e com diferentes tamanhos de xadrez, obra de Stella McCartney. E claro que Miley Cyrus não poderia ficar na mesmice. Pra sair do lugar comum, e homenagear Dolly Parton, cantora-ícone do country americano, a loira inevstiu num macacão.

Fonte: GLAMOUR

Tags: , , , , , , , , , , ,

Comments ( 0 )

flats-festa-famosas

O assunto mais comentado da temporada de inverno 2014 da Semana de Alta-Costura de Paris foi, sem dúvida alguma, a combinação apresentada pela Chanel: vestidos de festa com rasteirinhas práticas, mas ainda assim requintadas. “Foi uma ideia da grife, que reafirma a tendência do ‘sport chic’”, disse a stylist Manu Carvalho à Marie Claire.

Mas se nas ruas, os tênis ganharam rapidamente o status de calçado da vez e já aparecem nos pés da grande maioria das antenadas; nas festas, a tendência das flats deve ser mais seletiva.

“Em ocasiões festivas, a mulher que estar glamourosa, o que a flat não proporciona diretamente. Ela quer também uma postura de gata, que só o salto é capaz de proporcionar. Além disso, as brasileiras querem sempre estar um pouquinho mais altas”, explicou Manu. “Ou seja, as sandálias sem salto funcionam apenas para quem deseja estar bem confortável e para mulheres muito altas, que gostam de disfarçar a estatura. As fashionistas, que gostam de explorar novas tendências, também entram para a lista.

chanel-flats

Se você faz parte deste seleto grupo, Manu aconselha a escolha por modelos feitos de materiais nobres, como pedraria e brilhos. “E prefira usá-los com vestidos mais curtos, na altura do joelho ou até o meio da coxa. A flat é um sapato com estética típica dos anos 50 e 60, assim como este comprimento de vestido”, explica a stylist.

Mais casuais, as sapatilhas devem ser evitadas, a não ser que contenham elementos preciosos. Já os moccasins e modelos mais fechados – com estética masculina – não harmonizam com a temática festiva. Segundo Manu, neste caso, só vale quebrar a regra, se a ideia for subverter completamente.

flat-festa-0 flat-festa-1

1. Sandália Rasteira Snake Bo.Bô, R$ 568
2. Sandália Rasteira Ana Luiza Le Lis Blanc, R$ 399,50 (clique aqui para comprar)
3. Sandália Rasteira Schutz, R$ 450 (clique aqui para comprar)

4. Sapatilha Spider Tatiana Loureiro, R$ 675 (clique aqui para comprar)
5. Sandália Rasteira com Pedraria Colorida Versace, R$ 6.700

 

Fonte: Marie Claire

Tags: , , , , , , ,

Comments ( 0 )
A cada temporada, as minissaias ganham modelagens, tecidos e cortes diferentes, mas nunca saem de moda. Democráticas, combinam com todas. Mas alguns truques certeiros ajudam na hora de escolher o modelo que mais valoriza cada tipo de corpo.

saias-famosas

Desde a década de 60, quando a minissaia foi criada e libertou as pernas femininas, a peça nunca mais saiu de moda. A cada estação, ela é reinventada com novos shapes e tecidos, mas está sempre presente nas coleções. E o melhor:não há nenhuma restrição com relação a quem possa aderir a esta peça atemporal.

Na hora de usar, a dica de ouro é investir no modelo que mais valoriza o seu tipo de corpo. Ao site Bustle, a personal shopper Samantha Brown elaborou um guia rápido para acertar na escolha.

O seu corpo é um triângulo invertido? Vá de saia skater!
Uma ótima maneira de equilibrar bustos volumosos ou ombros largos é apostar em uma saia que tenha um pouco de volume. Neste caso, o modelo skater, que marca a cintura e é levemente rodado, cai como uma luva. Para agregar mais proporção à região dos quadris, vale ainda optar por versões estampadas, sobreposição de camadas e tecidos mais pesados, como o couro.

Tem quadris largos? Prefira as saias em formato A
Para quem pretende equilibrar o volume da parte inferior, a saia mais solta, de cintura alta e formato semelhante ao de um A – ou triângulo – é perfeita. Ela alonga a silhueta ao cair soltinha sobre os quadris, e se for de tom escuro suaviza ainda mais as proporções!

Quer disfarçar a barriguinha? Aposte na mini de cintura alta
Na hora de escolher, procure por um modelo mais plano e que não carregue detalhes na região do abdômen. Segundo a expert, o ideal é evitar os modelos com prega, bolso ou qualquer detalhe extra.

Tem um corpo ampulheta? Invista em uma mini mais justinha
Para destacar ainda mais as curvas proporcionais, foque na cintura marcada e em modelos que abracem a silhueta, preferencialmente de tecidos stretch. Se você é baixinha, o ideal é que a saia tenha uma cintura mais alta. Assim é possível adicionar altura ao torso.

Pretende adicionar volume à silhueta mais sequinha? Foque nos detalhes!
Se a ideia é conquistar curvas, a saia skater entra em cena novamente. Elas ganham proporção a partir da cintura ou da altura do quadril de maneira sedutora. Acrescente ainda à wish list modelos com estampas, cores vibrantes e detalhes de bolso.

Você faz a linha petit? Alongue as pernas com uma mini bem mini
Neste caso, o comprimento curto está mais do que liberado. E para que as pernas pareçam ainda mais longas, arremate o look com sapatos nude de salto ou flats de bico fino.

saias-famosas-01

 

Fonte: Revista Glamour

Tags: , , , , ,

Comments ( 0 )

20131028154150_00001

Melissa divulgou a nova coleção-cápsula da parceria com Karl Lagerfeldque começou em março de 2013. São quatro modelos: dois flats e dois saltos-altos. Para as fãs de rasteirinhas abertas, chega uma versão da Violatta (R$ 149,90), que ganha detalhes em imitação de pérola, um dos adereços favoritos do estilista. Já quem prefere sapatilhas irá se encantar com a nova Ultragirl (R$ 139,90) com aplicação à semelhança da gatinha Choupette, pet do kaiser que já é quase tão famosa quanto o dono.

pack_melissa_maio_2014_17

Para quem gosta de andar nas alturas, chegam o peep toe Pearl (R$ 219,90) – que também traz pérolas, dessa vez no salto –, e uma verdadeira audácia lagerfeldiana: o modelo Upside Down Heel (R$ 329,90) que, como o nome já indica, tem um salto que parece estar de cabeça para baixo. 

Os novos modelos chegam às lojas no começo de agosto em uma cartela de cores variada: a Violatta e a Upside Down Heel vêm em seis cores, já a Ultragil e a Pearl, em cinco.

Fonte: Vogue

Tags: , ,

Comments ( 0 )

chapeus_1

boina é o modelo perfeito pra fazer a lady sempre impecável. Bem Audrey Hepburn!

chapeus_2

A boina quase-gorro é quentinha e garante um instantâneo efeito “fofo”. Cabelo e make em ordem pra não parecer desleixada, tá?

chapeus_3

O filme “A Troca” (2008) não foi memorável. Mas os chapéus cloche que Angie Jolie usou super ficaram na nossa memória. E como eles são bem anos 20, ficam demais com corte chanel!

chapeus_4

Pra fazer da touquinha um item fashionista, faça como Carrie: luvas elegantes de couro, casaco chiquetoso e cachecol arrumadinho, ok?

chapeus_5Em “Trapaça” (2013), Amy Adams abala tudo com seu floppy hat. Cabelos longos ficam um escândalo com este modelo.

chapeus_6Bonnie, da dupla “Bonnie and Clyde” (1967), estilosa está que só ela com essa boininha anos 70! O styling com o lenço é charmoso e supervale ser copiado.

Fonte: Revista Glamour

Tags: , , , , , , , ,

Comments ( 0 )

A semana de alta-costura rolou em Paris e os tempos de crise na alta-moda parecem ter ido embora. Isso é bom ou é ruim? É diferente: diante dessa cliente superrica que compra couture, o estilista precisa ter um foco, e esse foco se chama venda! Os desfiles de alta-costura estavam funcionando mais como ferramenta de marketing pra divulgar marca e vender perfume e bolsa. Agora, querem vender a roupa que está na passarela, mesmo!

Alguns respondem bem a esse estímulo. Raf Simons à frente da Dior, por exemplo, fez um dos melhores desfiles, com releituras de peças como a saia pannier (aquela de séculos atrás, bem larga dos lados com a ajuda de anquinhas) e o corset, misturados com macacões e zíperes aparentes no meio de calças.

couture-2014-montagem-620

E ganha espaço na moda festa em si a silhueta “vestido de princesa”, com cintura marcada e saia ampla, de preferência tomara-que-caia ou com alça. É engraçado reparar como os fashionistas de carteirinha torcem o nariz pra esses modelos, já que eles não trazem novidade. Mas as mulheres em geral amam, suspiram, elogiam. Tem toda uma aura de conto de fadas ao redor deles (#DisneyFeelings!).

Mais? A sensualidade também está bombando com decotes em V, fendas, realce na curva e a cor vermelha ganhando bastante espaço. É a “era Kim Kardashian” dos ateliês…

couture-2014-montagem-2-620

Fonte: GNT

Tags: , , , , , , , , , ,

Comments ( 0 )

Depois de roubar a cena e conquistar o primeiro lugar no festival de talentos Eurovision 2014, a cantora barbada Conchita Wurst teve seu momento top model desfilando para Jean-Paul Gaultier, na temporada de alta-costura em Paris, num look longo com detalhes vermelhos e dourados, luvas e véu. Além de Conchita, Gaultier colocou na passarela a modelo suíça Catherine Loewe, de 56 anos, reforçando sua mensagem sobre moda e diversidade.

coluna-lilian-conchita-620

A escolha de Conchita marca um momento de visibilidade pra comunidade trans, que conta com outra representante de peso no showbiz: a atriz Laverne Cox, da série Orange Is The New Black – na última semana ela se tornou a primeira mulher transexual indicada ao Emmy Award.

Apesar de ser um marco, a indicação de Cox levantou questes, inclusive no mundo da moda: o site da revista americana Vogue questionou o motivo da Laverne ser indicada na categoria “atriz convidada”, apesar de ser personagem central na série por duas temporadas. A polêmica segue linha semelhante a outro caso protagonizado pela atriz em 2014. Eleita a 5.a pessoa mais influente do mundo em votação online da revista Time, ela acabou excluída da lista final pelos editores. Após protesto dos leitores, Laverne ganhou a capa da publicação em junho – feito inédito para uma transexual. Agora é que são elas! E aí Lea T?

Fonte: GNT

Tags: , , , , , , , , ,

Comments ( 0 )
Página 20 de 71« Primeira...10...1819202122...304050...Última »