victoria-beckham-neonVictoria Beckham (Foto: IMax Tree, Antonio Barros, Getty)

Se você nunca soube como introduzir peças fluo no seu guarda-roupa, talvez seja a hora oportuna de tentar. Dentre todos os tons de cores que existem no mundo, o famoso neon pode ser um dos mais difíceis e desafiadores de se apostar sem ser confundida com um vagalume.

tibi-neonTibi (Foto: IMax Tree, Antonio Barros, Getty)

Neste verão 2017 internacional, o fluo virou aposta (certeira) de grifes como Victoria Beckham, Tibi, Opening Ceremony e muitas outras. Ora concentradíssimos em acessórios iluminando a produção, ora tingindo modelos da cabeça aos pés – escolha o seu lado! -, os tons neon marcam gol e encantam a todos com modelagens “diretas e retas” como na Emilio Pucci e também com peças-desejo como o vestido vazado da italiana MSGM.

Se você pretende adotar a trend mas prefere não parecer um tenista em quadra, inspire-se nos looks propostos por diversas labels nesta temporada!

emilio-pucci-neonEmilio Pucci (Foto: IMax Tree, Antonio Barros, Getty)

opening-ceremony-neonOpening Ceremony (Foto: IMax Tree, Antonio Barros, Getty)

sies-marjan-neonSies Marjan (Foto: IMax Tree, Antonio Barros, Getty)

msgm-neonMSGM (Foto: IMax Tree, Antonio Barros, Getty)

jason-wu-neonJason Wu (Foto: IMax Tree, Antonio Barros, Getty)

alexander-wang-neonJason Wu (Foto: IMax Tree, Antonio Barros, Getty)

dion-lee-neonDion Lee (Foto: IMax Tree, Antonio Barros, Getty)

jeremy-scott-e-marni-e-ralph-laurenjpgJemery Scott, Marni e Ralph Lauren (Foto: Antonio Barros)

Fonte: Vogue

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Comments ( 0 )

A Semana de Alta-Costura de Paris é um laboratório de ideias, em que os exageros em todos os sentidos são características presentes em todas as edições. Nesta última, de verão 2013/14, foram observados tanto desfiles com looks experimentais e coloridos, ressaltando as referências étnicas, como outros de visual mais feminino e delicado, focando na transparência. Selecionamos os looks mais inspiradores apresentados nas passarelas, veja:

Referências étnicas

A experimentação foi o foco na criação das peças com inspiração étnica. A mistura de materiais ressaltou padronagens coloridas e ricas em detalhes. Observe os maxicolares da grife Armani Privè, em que o vermelho e o preto são as apostas.

etinicos

Transparências

Delicadeza em pauta. Nestas passarelas, tecidos nobres como seda, musseline, chiffon, organza e georgette foram transformados em peças esvoaçantes e femininas. Note que algumas grifes, como Zuhair e Elie Saab, apostaram em renda e no tule nude com bordado, que proporcionou o efeito do corpo nu. Atente para a cartela de cores, em que os tons neutros se sobressaem.

tranparencia

 

Fonte :USE FASHION

Tags: , , , , , , ,

Comments ( 0 )

Ela criou em Nova York loja que tinha entre clientes Liv Tyler e David Bowie.
Estilista lançou linha de roupas distribuída em mais de 150 lojas no mundo.

Morreu em São Paulo a estilista brasiliense Ana Cristina Abdulmassih, de 42 anos, no domingo (6). Ela foi encontrada morta em seu apartamento. O velório no cemitério Campo da Esperança, em Brasília, foi marcado para esta terça-feira (8). O corpo chegou para ser velado por volta das 12h15. O sepultamento acontece às 17h. Os familiares da estilista não quiseram falar com a imprensa.

Em seu site oficial, a estilista nascida e criada em Brasília é definida como “parte da realeza fashion”. Ana esteve na lista da revista americana “Harper’s Bazaar” entre as mulheres mais bem vestidas da América.

Em 1998, criou em Nova York a loja feminina Language, que tinha como clientes famosos como Liv Tyler, David Bowie e Gwyneth Paltrow. Em seguida, lançou uma linha de roupas distribuída em mais de 150 lojas em todo o mundo. Anos depois, tornou-se diretora de acessórios da “Harper’s Bazaar”. Formada na School of Visual Arts de Nova York, Ana fez mestrado em artes plásticas.

Ela morava em São Paulo e tinha linha de roupas com seu nome vendida na loja Daslu. A estilista também era diretora de criação da marca Lala Land.

Tags: , , , ,

Comments ( 0 )