Elegemos os desfiles que mais se destacaram na temporada N43 do São Paulo Fashion Week e apontamos onde já encontrar as coleções.

À La Garçonne

À frente da linha de roupas da loja de Fabio Souza há um ano, Alexandre Herchcovitch tem brilhado na nova fase da carreira. Em sua terceira coleção, o estilista segue unindo com maestria suas habilidosas técnicas de costura ao olhar street e underground que sempre esteve presente no DNA de suas criações – Alexandre apresentou mais um ótimo desfile, com casting eclético, repleto de peças fáceis e que são puro desejo, caso das jaquetas e moletons. Ponto também para a série de parcerias (foram mais de dez) a cruzarem a passarela – dos tênis, desenvolvidos com a Vans, às bijoux de Hector Albertazzi, passando por bolsas-desejo estampadas com as cordas que são marca registradas da grife criadas com a Escudero.

Desejo absoluto: jaquetas e moletons com prints de cordas, animais ou frase; t-shirts que brincam com o termo ÀlaGarçovitch e bolsas-saco com alça grossa para serem usadas enviesadas no corpo.

Onde encontrar o “see now, buy now”: parte da coleção já está à venda na loja da À La Garçonne, em São Paulo. A outra metade desembarca no espaço no próximo mês.

A.Niemeyer

Após comemorar dez anos de vida e inaugurar sua primeira loja no Rio, a grife paulistana estreou no SPFW provando que sua moda confortável é também muito chique. Originalmente dedicado aos momentos de lazer, o holiday wear de Fernanda Niemeyer e Renata Alhadef circula com louvor do trabalho à festinha. Ponto para a série mais esportiva do desfile, com moletons e calças desabadas, a mais autoral.

Desejo absoluto: casacos casulo de lã decorados inclusive com a versão recém-tosqueada do material.

Onde encontrar o “see now, buy now”: nas duas lojas da marca (São Paulo e Rio) e nos e-commerces OQVestir e Shop2gether.

Apartamento 03

Parte do line-up do SPFW há dois anos e meio, desde que foi adquirida pelo grupo Nohda, de Patricia Bonaldi, a grife é desde então um dos destaques da semana de moda. Um dos melhores a trabalhar no Brasil a alfaiataria, inclusive em versões festivas, o estilista Luiz Claudio Silva usou o “O Visconde Partido ao Meio”, de Italo Calvino – alegoria sobre um visconde que, numa guerra, é partido ao meio por uma bala de canhão, dividindo-se entre a maldade e a bondade – como inspiração para uma interessante dualidade, na qual tecidos aparentemente pesados foram usados de maneira leve.

Desejo absoluto: a alfaiataria-pijama bordada, ótima para surpreender no look de festa.

Onde encontrar o “see now, buy now”: na loja da marca em São Paulo.

Ellus

A grife celebrou 45 anos em grande estilo com um desfile que emocionou convidados e levou à passarela modelos que marcaram essa trajetória, como Carol Trentini, Carol Ribeiro, Luciana Curtis e Mari Weickert. Hits da história da Ellus foram revisitados em 74 (!) looks, que tiveram edição acertadíssima e passearam por todas as assinaturas da marca, caso do couro rock´n´roll e da caprichadíssima alfaiataria. Bônus: a apresentação marcou também o lançamento de uma nova etiqueta permanente, batizada de XLV, que a cada temporada relançará peças ícones da grife.

Desejo absoluto: saias e jaquetas de couro decoradas com babados estampados com florais.

Onde encontrar o “see now, buy now”: nas lojas da grife na Oscar Freire e no shopping Iguatemi, ambas em São Paulo, e no e-commerce da marca. Aos poucos a coleção desembarca nos demais pontos de venda espalhados pelo Brasil.

Gig

Em seu quinto desfile no SPFW, a grife mineira fundada por Gina Guerra e Patricia Schettino em 2002 mostrou sua versatilidade no tricô, usando a técnica como base para uma ótima coleção com o clima street que dá o tom da temporada. Sem deixar de lado os decorativismos que lhe são característicos, como babados e plissados, a Gig levou à passarela jaquetas bombers, moletons e vestidos usados sobre calças – construídos sempre em fios brilhantes e riquíssimos em texturas.

Desejo absoluto: moletons em tons metalizados e calças esportivas com elástico na cintura, tudo feito de tricô.

Onde encontrar o “see now, buy now”: na loja da marca em São Paulo e nos e-commerces Gallerist, Shop2gether e Farfetch.

Memo

Após estrear no SPFW na temporada passada com uma coleção desenvolvida a quatro mãos com Lolita Hannud, Patricia Birman se uniu desta vez às irmãs Renata e Lilly Sarti e provou novamente que o sportswear pode ser chique e interessante o suficiente para ser usado também em vários outros momentos do dia. As peças esportivas da marca aparecem super femininas, repletas de babados e referências a uniformes antigos de tênis e jogging,

Desejo absoluto: moletons com maxibabados coloridos.

Onde encontrar o “see now, buy now”: em pre-order na loja física da Memo. Parte da coleção já está à venda no OQVestir.

Two Denim

Ótima surpresa entre os estreantes da edição, a grife se destacou pela moda fácil e desejável sem ser banal. Lançada em 2013 pelo casal Flavia Rotondo e Alexandre Manetti – figuras experientes dos bastidores, à frente de um showroom de atacado há duas décadas –, a Two Denim nasceu originalmente dedicada apenas a peças sofisticadas de jeanswear. Na passarela, porém, o jeans premium da grife foi combinado a uma bem trabalhada série de camisaria romântica, em um guarda-roupa completo que incluía também tricôs com pompons e casacos de alpaca. À venda em 67 multimarcas, resta agora aguardar a primeira loja própria da grife, próximo passo de Flavia e Alexandre.

Desejo absoluto: camisas com babados e mangas volumosas.

Onde encontrar o “see now, buy now”: a coleção já está à venda em 67 multimarcas pelo Brasil, como Mares (SP) e Ka Store (Rio), além dos e-commerces OQVestir e Shop2gether.

Fonte: Glamour

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Comments ( 0 )

O tradicional desfile da maison, Métiers d’Art, apresentará uma melindrosa com ares modernos, no hotel Ritz, em Paris.

Respeitando a tradição dos desfiles de Métiers d’Art da Chanel, a coleção Paris Cosmopolite, que será desfilada em instantes, apresentará peças extremamente trabalhadas pelos 10 ateliers da marca (Lesage, Lemarie, Maison Michel, Gossons, entre outros).

Os looks que serão desfilados no Hotel Ritz, moradia de Coco Chanel, apresentará penas, tweeds, flores e bordados com forte inspiração nos anos 20, década fundamental do trabalho de Coco Chanel. Atenção aos sapatinhos!

O tweed é forte na coleção (Foto: Reprodução)

Fonte: Marie Claire

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , ,

Comments ( 0 )

Nos dias quentes não é toda vez que queremos sair de short, vestido ou saia. Dependendo do local de trabalho, existem algumas restrições. Pensando nisso, nossa consultora de estilo Ucha Meirelles elegeu em algumas dicas para quem tem dúvidas de quais, como e quando usar calças no verão.

Tecidos leves

Calças leves e fluidas são as ideais para usar nos dias quentes, dependendo do tecido, ficam até parecendo uma saia, por isso o pensamento para montar esse look pode ser o mesmo de quando combinamos com saias fluidas. Onde usar vai depender dos acessórios e da parte de cima escolhida: mais casual para o dia a dia ou chique para sair à noite ou usar no trabalho. É um modelo bom para quem tem pernas grossas, pois disfarça a silhueta.

Retas

Calças retas sociais podem ser usadas no trabalho e em eventos formais, invista na parte superior: uma blusa chique vai fazer toda a diferença na produção, o salto alto também!

Street

Inspirações de streetstyle: calças de cor clara- não absorvem tanto calor- e calças com tecido mais solto são a opção certa para usar no verão.

Estampas

As calças podem ir para a praia também, aposte em modelos mais divertidos, estampados e bem largos com cara de bermudão. Chinelos e rasteiras são permitidos e a parte de cima é claro: biquíni ou maiô.

 

Fonte: Marie Claire

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Comments ( 0 )

Se existe um jeito infalível de dar um up no look de trabalho de deixá-lo menos sem graça é adicionando alguma trend que está super forte, por menor que seja o detalhe. E uma delas, que é clássica e que nunca sai de moda, são as listras.

Elas nos dão várias possibilidades, podendo deixar o look mais alegre e moderno ou mais sóbrio e clássico – tudo depende das cores, padrões e tipo de listras que você escolha. Além de ser a estampa queridinha do momento e estar nos looks mais estilosos do street style e das nossas fashion girls favoritas, ela é totalmente versátil e impossível de dar errado. Então, se você está procurando um jeito incrível e fácil de deixar o office look muito mais cool e interessante, pode se jogar nas peças listradas! E para dar muita inspiração para essa semana, selecionamos 15 looks maravilhosos com listras e que são perfeitos para o escritório, vem ver:

 

Fonte: Moda it

Tags: , , , , , , , , , , , ,

Comments ( 0 )

Já pode atualizar o seu closet, miga! A Pantone acaba de divulgar que “A” cor de 2017 será o verde Greenery, aka verde abacate. Em comunicado, a instituição reforça a “necessidade de esperança” que o mundo precisa no próximo ano.

“Nós sabemos que tipo de mundo estamos vivendo: um que é muito estressante e muito tenso”, contou Leatrice Eiseman, diretora executiva de Pantone, em entrevista ao New York Times. “Esta é a cor da esperança e da nossa conexão com a natureza. Ela fala para o que chamamos de regenerar, atualizar, revitalizar e renovar.”

E,apesar do anúncio de que a cor será hit em 2017, o verde Greenery já tem sido visto nas passarelas há um bom tempo, confirmando a tendência. Neste guichê, maneiras incrís de como apostar no tom nos próximos doze meses. Vem ver:

Na  semana de moda de Paris, temporada primavera 2017, a cor apareceu em um mix esperto de estampas florais, como é o caso desse conjuntinho cropped + calça. Alerta de tendência confirmada na passarela: barriga de fora – tão anos 90! – estará com tudo, tá?

A coleção da Kenzo em parceria com a H&M também apostou na cor em seu desfile na semana de moda de Nova York. Dica: opte no color block e mescle o verde com outras tonalidades. Viu como o combo Greenery + laranja ficou um arraso?

Mais color block: o amarelo é outra ótima opção para fazer um mix de cores vivas com o verde. Partiu copiar esse combo vestido com ares de camisa + bota da Pucci?

Olha o slip dress confirmando que permanecerá no guarda-roupa das fashionistas em 2017. Obrigada, Sies Marjan!

Misturar diferentes tonalidades do verde também é uma escolha esperta, viu!? A Gucci apostou na cor mesclando tecidos e tons durante a semana de moda de Milão: jaqueta bomber + calça de seda. Vale copiar!

 

Fonte: Glamour

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Comments ( 0 )

gettyimages-627834676

Aconteceu na noite desta segunda, 5, mais uma edição do The Fashion Awards, premiação que celebra os nomes de destaque no mundo da moda. Entre os fashionistas que riscaram o tapete vermelho estavam estrelas como Karlie Kloss, Jean-Paul Gaultier, Livia Firth, Donatella Versace e a top Gigi Hadid, responsável por ganhar a estatueta de modelo do ano.

gettyimages-627830992

Além de Gigi, Alessandro Michele também foi premiado como designer de acessóriosSimone Rocha como designer britânica de womenswear, Demna Gvasalia como designer internacional de ready-to-wear e Sarah Burton por marca britânica com a Alexander McQueen. Os irmãos Jaden e Willow Smith saíram da premiação com as estatuetas de Ícone Fashion. O estilista Ralph Lauren ganhou pelo conjunto da obra e Bruce Weber recebeu o prêmio Isabella Blow. Aplausos pra eles!

 

Fonte: Glamour

 

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Comments ( 0 )

sobreviventes-abre_-_copia

Foi-se o tempo em que a regra era renovar completamente o guarda-roupa a cada estação. Quer seja por maior consciência em relação ao consumo ou seguindo a máxima “não se mexe em time que está ganhando”, as it-girls e fashionistas seguem apostando em alguns truques de styling, modelagens e acessórios há pelo menos três temporadas. Veja nossa seleção de tendências sobreviventes:

sobreviventes-1

1. Denim on denim
A sobreposição de tons e texturas de jeans continua forte, para a alegria das mulheres que colocam a praticidade acima de tudo no visual. Experimente conjuntinhos combinados para um look mais clássico ou se entregue de vez ao contraste de lavagens para modernizar.

sobreviventes-2

2. Choker
As coleiras e gargantilhas que faziam a festa nos anos 90 voltaram à moda com o revival da década, desta vez com o nome “importado” de choker. Diferente de reviver literalmente as peças – como as saudosas de estilo tattoo e os cordões de veludo –, opte pelos modelos que usam materiais diferentes, como metais de banhos variados e pedras e cristais.

sobreviventes-3

3. Metalizados
Para o dia ou para a noite, o guarda-roupas segue pegando emprestado o brilho dos metais preciosos. Democrática, a tendência funciona do escritório à festa: basta trocar o tailleur com fios de lurex pelo longo de paetês.

sobreviventes-4

4. Minibags
Nada de grandes sacolas cheias de cacarecos: a fashionista contemporânea precisa de muito pouco para enfrentar a série de rendez-vous do seu dia a dia, e as dimensões da bolsa acompanham esta tendência. Caso você não seja tão econômica nos seus pertences, experimente combinar duas bolsas no mesmo look.

Fonte: Vogue

Tags: , , , , , , , , , , , , , , ,

Comments ( 0 )

salada-mista-1

Ao misturar roupas estampadas com acessórios que mimetizam as formas das frutas, mantenha a mesma cartela de cores para garantir a harmonia do visual.

Confira ao longo desta página uma seleção de roupas e acessórios que são pefeitos para esta tendência quente do verão 2017.

salada-mista-2

1. Mormaii Original R$ 198 2. João Sebastião R$ 338 3. Fátima Scofield R$ 948 4. Dolce &Gabbana R$ 10.900 5. Loft 747 R$ 401 6. Farm R$ 498 (Foto: Robert Astley-sparke/Arquivo Glamour e Rafael Evangelista (Stills))

Fonte: Vogue

Tags: , , , , , , , , , , ,

Comments ( 0 )

escape-luxuoso-box

Batizadas de resort ou cruise, as pré-coleções que chegam às lojas em novembro mostram claramente que não tratam mais de roupas que, como indicava o nome, você levaria nas férias, para algum lugar ensolarado do planeta, a bordo de um iate.

Hoje, as marcas mais prestigiosas, pressionadas pela velocidade dos lançamentos – especialmente do fast-fashion e dos e commerces – também aceleram sua produção para seduzir um público que quer apenas renovar o closet.

escape-luxuoso-nota_1

Nesta temporada, cores, formas e estampas, além de muita atitude, sugerem inovação e alguma diversão, mostrando criações de apelo global, mas também em sintonia com as distantes locações escolhidas para seus desfiles, autênticas experiências de escapismo de alto nível para um número reduzido de jornalistas e convidados. Afinal, como já dizia Freud, um pouco de fantasia é elemento indispensável para tornar a vida mais agradável.

escape-luxuoso-nota_2

Assim, a comentada apresentação da Chanel em Havana (Cuba), toda a pompa da Louis Vuitton em Niterói, no Rio, e os cenários nobres da Dior e da Gucci, em Londres, se afastam do cotidiano tedioso (mesmo que não se parta de férias) para disponibilizar roupas que servem tanto para altas temperaturas quanto para qualquer friozinho de ocasião, o que inclui até casaco de pele em desfile.

O exotismo ou o luxo tradicionalista, no caso das apresentações londrinas, acrescentam lustro e interesse aos looks, já que essa é uma temporada que mais confirma do que lança tendências.

escape-luxuoso-nota_3

A mais escapista de que se tem notícia, a década de 70 é resgatada de maneira homeopática, longe da original, com influência de formas radicais e cores saturadas dos anos 80 e 90. Hoje, sabemos, qualquer época na moda é resultado de uma colagem de outras, num exercício cada vez mais intenso de crossing e copy/paste. No resort 2017, nota-se a recuperação do artesanal dos anos 70, que valoriza o que parece ser único, interpretado para o novo milênio.

escape-luxuoso-nota_4

Sempre associados a exuberâncias convencionais, os babados estão de volta, desta vez assumindo ares destemidos, colocando-se nos lugares mais inesperados ou tomando conta da roupa de maneira totalitária.

O crochê também surpreende, ganhando modernidade graças à tecnologia têxtil, e surge em novos contextos para reafirmar sua vocação para o ultrafeminino e o escape. Já a opulência e o vigor da flora tropical dominam até mesmo as coleções das mais poderosas maisons.

escape-luxuoso-nota_5

Camisetas com logo explícito também reaparecem, com os designers estampando na t-shirt sua assinatura para torná-la a mais simples das peças de manifesto de marca. Enquanto isso, o athleisure, que é a tendência de usar no dia a dia as roupas feitas para atividades esportivas, é uma atitude contemporânea – e também tem lá seu espírito escapista ao sugerir recreação no cotidiano.

A moda se apropria desse costume, tornando-o tendência com modelagens originárias das academias e quadras, detalhes como listras nas laterais de shorts e calças ou ainda de forma desconstruída, como fez Nicolas Ghesquière na Louis Vuitton.

O resort 2017 nada tem de discreto: além de seu flerte com o escapismo, parece ter entrado com entusiasmo na era do Instagram e das redes sociais em geral, que privilegia a linguagem extrovertida, ofuscante e extravagante de imagens fortes.

 

Fonte: Vogue

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Comments ( 0 )

A começar pela sapatilha da Valentino que promete ser a it-flat da temporada, o balé inspira e traz delicadeza à moda nesta estação.

img_7545

Un, deux, trois; un, deux, trois… A contagem em francês que dá o ritmo das aulas de balé promete reger também o closet das fashionistas nesta temporada, graças a grifes que elegeram a delicadeza da dança como o statement da vez na moda. Collants, tutus e produções leves tingidas de tons de nude e rosa invadiram as coleções internacionais para o inverno 2016/17, em looks que exploram também as interessantes sobreposições feitas pelas bailarinas a caminho dos ensaios, com seus casaquetos e leggings.

Enquanto Bill Gaytten, à frente da John Galliano, combinou saias de tule com casacos militares e botas que pareciam saídas de um ringue de boxe, Carolina Herrera enxugou a silhueta clássica do balé, apostando em vestidos lânguidos de organza plissados e enfeitados com bordados high-tech.

Mas vem da Valentino o acessório hit para incorporar à tendência: uma sapatilha de couro disponível nas versões preta e nude (já à venda nas quatro lojas brasileiras da marca) que se inspira no modelo utilizado nas aulas e vem decorada com os spikes característicos dos acessórios da grife italiana. Pontuando 18 looks do desfile de inverno da marca, que aconteceu ao som de John Cage e Philip Glass, tocados ao vivo por um pianista, a peça não faz bonito apenas combinada aos belos vestidos festivos inspirados nos balés russos que cruzaram a passarela: a sapatilha deluxe, que promete ser o flat-desejo da vez, traz delicadeza e elegância também aos passos do dia a dia.

desfilesA partir da esquerda, looks da Bottega Veneta, Carolina Herrera, John Galliano e Max Mara (fotos: divulgação)

Fonte: Vogue

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Comments ( 0 )
Página 1 de 2512345...1020...Última »