Pedro Lourenço abriu o segundo dia de São Paulo Fashion Week com um desfile em seu ateliê, localizado no bairro de Pinheiros, em São Paulo. A coleção foi inspirada na Patagônia e cortes precisos, detalhes ricos, mix de materiais e estampas ultrarrealistas marcaram as peças.

Estreante no SPFW, Rodrigo Rosner, da R. Rosner, criou uma coleção inspirada em mariposas. Transparências, recortes localizados em pontos estratégicos e aplicações de cristais em tecidos nobres, como chantilly metalizado e tafetá, deixaram a coleção ainda mais delicada.

Alexandre Herchcovitch criou peças para uma mulher madura, elegante e discreta. Destaque para as peças feitas com renda dourada. Com tantas camadas, os vestidos não precisavam de forro. Na cartela de cores, tons inéditos para o estilista: bege, camelo, terra, mostarda.

FOTOSITE

Pedro Lorenço; R. Rosner; Alexandre Herchcovitch.

Pedro Lorenço; R. Rosner; Alexandre Herchcovitch.

A Iódice inspirou-se no livro Rock and Royalty, do estilista Gianni Versace. Na passarela, uma coleção bem noturna e sensual. O metal – ouro rosé e bronze – pautou a temporada. Ele apareceu em fios, telas e aplicações.

Para finalizar o dia, a Triton levou uma coleção repleta de bordados e estampas para a passarela. Misturando uma gama de tons de chocolate, amarelo e azul, com o preto pontuando em vários looks, as padronagens decoraram calças e vestidos de cintura baixa.

FOTOSITE

Iódice e Triton.

Iódice e Triton.

Tags: , , , , , , , ,

Leave a Reply