Florais e animal print estampam o acessório. escolha o seu preferido

Foi-se o tempo em que os bonés eram acessórios pensados para os rapazes. Agora, os modelos desenhados para elas tomam as passarelas, as vitrines e as ruas. É claro que, assim como as garotas passaram anos e anos roubando o boné do namorado para desfilar por aí, eles também têm o direito; é só encontrar uma estampa que combine com os dois.

No Brasil, os bonés femininos ainda não são tão fáceis assim de encontrar. Mas nós fizemos esse garimpo, especialmente para vocês. Escolhemos as estampas mais bacanas e descobrimos onde você pode encontrar. Confira:

bonesestampadosnovo_620
Onde encontrar:
1. Five Panel, R$ 169,90; 2. Zazzle, R$ 32,95; 3. Billabong, R$ 139; 4. Mitchell & Ness Flowers, R$ 89; 5.Redley, R$ 85; 6. New Era, R$ 249; 7. Five Panel, R$ 159,90; 8. Supreme, R$ 89
Fonte: GNT

Tags: , ,

Comentários ( 0 )

kardashian-kollection-for-lipsy-5-vogue-17oct13-pr_b_1080x720

 

Apenas quatro meses após dar à luz seu primeiro filho, Kim Kardashian já colocou as curvas pós-maternidade à prova em shooting para a campanha da linha de roupas que ela e suas igualmente voluptuosas irmãs criaram para a Lipsy.

Valentino e Isabel Marant não são exatamente nosso estilo, mas a influência deles é refletida na coleção. Aquela ideia de conforto casual que as pessoas amam inspiraram os tecidos – tem muito stretch. Sabe aquele vestido Alaïa que vai te segurar e colocar tudo no lugar? Queria fazer peças como esta, para fazer você se sentir bem no próprio corpo”, disse Kim à Vogue britânica.

Clicadas por Terry Richardson, Kim, Khloe e Kourtney mostram o (ínfimo) inverno 2014 desenhado pelo trio para a marca, repleto, é claro, de vestidos, saias e blusas justas em cores como preto, vermelho e animal print. A dúvida que ronda as fotos das roupas que chegam às araras dia 24.10: até onde rolou retoque de photoshop no corpo da nova mamãe?

kardashian-kollection-for-lipsy-1-vogue-17oct13-pr_b_592x888 kardashian-kollection-for-lipsy-2-vogue-17oct13-pr_b_592x888 kardashian-kollection-for-lipsy-3-vogue-17oct13-pr_b_592x888 kardashian-kollection-for-lipsy-4-vogue-17oct13-pr_b_592x888

 

 

Fonte: VOGUE

Tags: , , , , , , , , , , , ,

Comentários ( 0 )

gis3

 

Além de estrelar a capa da edição de novembro da Vogue Paris, Gisele Bündchen também ilustra o editorial clicado pelo duo Inez & Vinoodh. Na imagem compartilhada pela própria modelo no Instagram na manhã desta segunda-feira (21.10), ela aparece em versão dupla – uma delas vestida com nada além de um par de tênis de um lado, enquanto do outro ela aparece com uma macacão Versace.

Batizado de Body Double, o editorial – com styling de Emmanuelle Alt – diz “no corpo da fabulosa Gisele Bündchen, a moda alcança o pico da magia pura”. Em tempo: vale lembrar que a edição de novembro é dedicada inteiramente à beauté. Confira algumas fotos ao longo da página

body capasaqa

 

Fonte: VOGUE

Tags: , , , , ,

Comentários ( 0 )

Não é todo dia que estamos de bem com o espelho, não é? Mas nem adianta se refugiar solitária no quarto ou “atacar” a geladeira. Na missão “volta por cima”, nossa sugestão é buscar inspiração naquelas frases emblemáticas que fazem milagres pela nossa autoestima. 

Já que o assunto é estilo, selecionamos citações de quem realmente entende do assunto: Karl Lagerfeld, Diane von Furstenberg, Marc Jacobs, Coco Chanel e outros experts no quesito. Confira o board abaixo!

board-moda-frases

 

Fonte: GNT

Tags: , , , ,

Comentários ( 0 )

tar2

 

Basta uma rápida olhada nas fotos de streetstyle da última temporada de moda internacional do eixo NY-Londres-Milão-Paris para perceber: um certo tartan, cujo fundo é branco as linhas são em vermelho e azul com aspecto lavado, roubou a cena nos looks das fashionistas cheias de estilo.

Trata-se de mais um hit da supercriativa Stella McCartney, que depois de emplacar seus vestidos de ilusão óptica e o modelo com franjas de sua coleção resort 2013 como queridinhos das celebridades, agora conquista  musas fashion com sua estampa invernal supercool. Ora em casacos compridos, ora em suéter felpudo, o print deu pinta também em maxibolsas usadas em conjunto com as peças anteriores e fazendo um mix da padronagem similar ao que despontou na passarela da marca. Match point!

tar1 tar3 tar4 tar5 tar7

 

 

Fonte: Vogue

Tags: , , , , , , , ,

Comentários ( 0 )

amarelo
Mariana Ximenes posa com top (R$ 1.715) e saia (R$ 2.730) de tricô Coven (Foto: J.R. Duran)

Se você é uma das tantas mulheres que acham o amarelo lindo, mas torce o nariz na hora de sair vestida com ele, talvez seja este o verão em que seu preconceito vai cair por terra. É que nunca se viu tantos looks tingidos unicamente com a cor nas passarelas nacionais. E não se trata de uma blusinha aqui, um acessório ali. Será preciso respirar fundo e sair de amarelo da cabeça aos pés: assumir o look total e escolher acessórios da mesma cor, inclusive, deixa o visual mais contemporâneo.

amarelode
Daslu, Isabela Giobbi, Cris Barros e Mixed (Foto: Divulgação) (Foto: Divulgação)

O namoro da moda com a cor do sol começou no verão internacional que acaba de se encerrar, com a coleção da Alexander McQueen que tinha abelhas como tema. Mas foi só depois que ele começou a aparecer de maneira menos caricata nas passarelas de grifes como Dior e Valentino que as mulheres passaram a entender seu potencial de cor-desejo.

amarleo3
A coleção de abelhas de Alexander McQueen (à direita) deu o start na febre do amarelo (Foto: Divulgação)

“A brasileira morre de medo do amarelo sem saber que todas as cores possuem nuances
realçadoras, é só uma questão de adequar sua profundidade e intensidade com a coloração de pele, cabelo e olhos. Morenas, por exemplo, ficam bem de mostarda, enquanto peles claras e cabelos escuros pedem um tom mais vivo”, ensina a consultora de imagem Fernanda Doná. Boas opções não faltam nas lojas daqui, só não vale amarelar!

 

Fonte: VOGUE

Tags: , , , , , , , , ,

Comentários ( 0 )

tecnologia-fashion-roupas-multibilionarias-quadro-evolutivoOs fãs de filmes de ação com agentes secretos já estão acostumados com tecnologias que se confundem com a roupa dos personagens, de James Bond até o divertido e atrapalhado Agente 86, com seu indefectível sapatofone – o nome do acessório é autoexplicativo de sua função. No entanto, a ficção está virando realidade. Empresas como Google, Samsung e Sony estão investindo pesado no que tem sido considerado por analistas a próxima grande onda tecnológica. São os “wearable devices” (ou, simplesmente, tecnologias que podem ser vestidas), que geraram receitas de US$ 8,5 bilhões em 2012, de acordo com estimativas da consultoria IHS.

Em 2018, esse valor deve quase quadruplicar para US$ 32,1 bilhões (leia gráfico ao lado). “Eles já estão nos mais diversos segmentos, o que os torna relevantes para cada vez mais consumidores”, afirma Shane Walker, diretor da IHS. O mais aguardado de todos os “wearable devices” são os óculos do Google, batizados de Glass. Sergey Brin, um dos fundadores da companhia de Mountain View, está pessoalmente envolvido em seu desenvolvimento, um indicativo da importância do projeto. O acessório fashion terá uma tela acoplada às lentes. Ele poderá gravar vídeos e tirar fotos com resolução de cinco megapixels, além de realizar tarefas básicas de um smartphone, como checar e-mails, enviar mensagens, fazer chamadas telefônicas e, claro, realizar buscas
na internet.

Previsto para ser lançado em 2014, seu preço deverá ficar entre US$ 600 e US$ 800. O Google, porém, é apenas a ponta do iceberg desse novo mercado digital. Relógios, pulseiras e chips em tênis já podem ser encontrados à venda. A coreana Samsung e a japonesa Sony, por exemplo, já competem na categoria que foi batizada de relógios inteligentes. A Apple também deve entrar nessa disputa. Há grande expectativa pelo lançamento de seu iWatch. A empresa comandada por Tim Cook já registrou patentes do produto em diversos países pelo mundo. Até a Intel quer uma fatia dos “wearable devices”. A fabricante de chips americana anunciou, em meados de setembro, uma nova linha de processadores Quark, que têm um quinto do tamanho do Atom, seu menor processador.

“A próxima onda da computação ainda está sendo definida”, disse Brian Krzanich, CEO da Intel. Sua preocupação faz sentido. Dominante em computadores, a Intel ficou para trás na era dos smartphones e tablets e não quer perder essa nova febre tecnológica. Como é ainda incipiente e sem uma empresa grandalhona que o domine, o mercado de “wearable devices” está lotado de companhias iniciantes. É o caso da Bionym, pequena empresa canadense de inovação em tecnologia. Com apenas US$ 1,4 milhão, a Bionym criou uma pulseira que identifica a frequência cardíaca do usuário, servindo para destravar desde smartphones até carros, substituindo as tradicionais senhas.

tecnologia-fashion-roupas-multibilionarias-corpo-conectado

“Ela trará uma maior sensação de segurança sobre nossas informações”, afirma Kurt Barlett, diretor de marketing da Bionym. O desafio, neste estágio inicial, é fazer com que essas tecnologias possam ser vestidas de forma discreta, sem chamar muita atenção, o que está longe de acontecer com o bandeiroso Google Glass. “É uma questão de adaptação”, diz Sérgio Cavalcante, superintendente do Centro de Estudos e Sistemas Avançados do Recife (Cesar). “Quando surgiu o relógio de pulso substituindo o de bolso, também houve um estranhamento.” Num futuro próximo, será normal pessoas andarem nas ruas com óculos que são uma miniatura da tela de um computador?

Tags: , , , , , , , , , , , , ,

Comentários ( 0 )

Branco e cores suaves em uma atmosfera romântica e delicada ou sobreposições em clima noturno – e um tanto sexy, tudo no mesmo dia, durante a semana de moda de Paris.

1_9
Os iluminados Nina Ricci, Balmain e Balenciaga  (Foto: Imaxtree)

E Paris acordou hoje bipolar. Enquanto alguns estilistas apostaram na leveza de materiais (Peter Copping para Nina Ricci), numa atmosfera romântica e delicada (Alexander Wang na Balenciaga), evocaram o dia, com muito branco e cores suaves (Olivier Rousteing na Balmain), outros preferiram, digamos, pegar bem mais pesado.

Sobreposições de lamês escuros (lindas, por sinal) em clima noturno dominaram a passarela da Lanvin. Já Gareth Pugh investiu na imagem de uma mulher sexy, mundana e muito má, com as sobrancelhas levantadas.

E para completar, a belga Ann Demelemeusteer exibiu sobreposições desabadas – tudo preto – arrematadas por um chapéu misterioso, criando uma “entidade” fashion.

Fato é que anjo ou demônio, estarão bem servidos de looks lindos para a próxima estação. Seja para ir bonitinha para o céu ou arder nas labaredas do inferno.

2_6
Os sombrios Lanvin, Gareth Pugh e Ann Demelemeusteer (Foto: Imaxtree)

 

Fonte: GLAMOUR

Tags: , , , , , , , , , , ,

Comentários ( 0 )

Alguns importantes estilistas apostaram em modelos variados da peça durante a semana de moda de Paris. Prepare-se para aderir já!

macac_lanvin
Brilho em diferentes intensidades: Lamê e cetim, para Lanvin (Foto: ImaxTree)

Seria muito ousado dizer que o macacão está ameaçando o terreno dos vestidos? Não quando um estilista como Alber Elbaz, na Lanvin, decide fazer ao menos três modelos em uma mesma coleção: dois de lamê e um de cetim.

A mesma regra vale para Olivier Rousteing, na Balmain: dois de couro e um de alfaiataria bordada. Cada um ao seu estilo, ambos prestigiaram a fase mais festiva do fim dos anos 80, início de 90. Motivo suficiente para comemorar uma renovada no closet das festas de fim de ano. Ou você vai de macacão, ou não é uma verdadeira fashionista.

Quer uma dica super low, depois de tanto high? Na Zara de Paris já vi macacões ó-ti-mos, que chegarão no Brasil já já!

macac_balmain
Balmain apostou no couro e na alfaiataria bordada (Foto: ImaxTree)

Fonte: GLAMOUR

Tags: , , , , , , , , ,

Comentários ( 0 )

A velha e boa camisa ganha status fashion na temporada de verão 2014. Isso porque vários estilistas resolveram deixar a modelagem curinga de lado e apostar em versões larguinhas e compridas. Foi o que fez Richard Chai Love, MM6 Maison Martin Margiela, Costello Tagliapietra, Holly Fulton, Christopher Kane, N.21, entre outros.

camisas1
Na passarela de Richard Chai Love muito volume, já na da MM6 a camisa cumpe o papel de vestido (Foto: ImaxTree)

Richard Chai Love – Jogo de comprimentos e volumes marca a produção: jaquetinha acolchoada + listras + saia midi fluida.
MM6 Maison Martin Margiela – Por cima da camisa-vestido, jaquetinha curtinha colorful para brincar com os comprimentos.

camisas2
Costello Tagliapietra, Holly Fulton e N. 21 foram outras marcas que apostaram na maxicamisa (Foto: ImaxTree)

Costello Tagliapietra – O estilista americano adotou uma das prints favoritas da temporada, o xadrez, em tecido bem fluido. Assim como Love, Costello também deixou a parte de baixo da camisa desabotoada
Holly Fulton – Clash de estampas e texturas para quem gosta de um bom drama
Christopher Kane – Minimalismo all white em um dos desfiles mais comentados da temporada
N. 21 – A aposta foi no vestido-camisa com bordados na barra: masculino x feminino. Quem ganha? Você, claro!

 

Fonte: GLAMOUR

Tags: , , , , , , ,

Comentários ( 0 )
Página 30 de 100« Primeira...1020...2829303132...405060...Última »