A Semana de Moda de Londres é conhecida como a mais sóbria das fashion weeks. Os desfiles têm sempre um toque moderno, mais sério e sofisticado. E, mesmo sendo a temporada de verão, jaquetas e calças são destaque. Por esse motivo, as passarelas surgiram recheadas de alfaiatarias descontruídas e em shapes inovadores, recortes transgressores e peças de muita atitude. Dessa amostra avant garde, as editoras  elegeram os looks, itens e silhuetas que vão fazer sucesso nas ruas. Anote!

20150923_lfw_oqvestir_01

Mary Katrantzou, Barbara Casasola, Roksanda Ilincic.

Blazers e coletes apareceram em versões máxi, de pegada boyfriend. O mix com saia de fenda deixa o look feminino. Mas, no geral, as peças foram usadas criando contrastes com calças fluidas, no melhor estilo office cool.

20150923_lfw_oqvestir_02

Barbara Casasola, Erdem e Issa.

As passarelas de Londres confirmaram a maior tendência da temporada: o decote ombro a ombro vem com tudo! Aqui, em versões mais minimalistas, fugindo do toque romântico do babados. Ainda mais fresh, o detalhe surgiu também em tops cropped.

20150923_lfw_oqvestir_03Jonathan Saunders, Roksanda Ilincic, Paul Smith.

O toque delicado das passarelas ficou por conta de slip dresses de shapes mais soltinhos e barras assimétricas. Fugindo do óbvio, os modelos trouxeram um color blocking fun, dando aos looks passagem livre para festas durante o dia.

20150923_lfw_oqvestir_04Christopher Kane e Topshop Unique.

Se o mood atual pede calças flare com barras bem largas, as passarelas londrinas foram na contramão, apostando nos modelos cigarettes. Mais sequinhas e parando acima do joelho, os modelos fizeram par com camisas de alfaiataria delicada.

 

Fonte: Blog OQVestir

 

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Comments ( 0 )

Conheça as tendências que prometem esquentar o início de 2013 e invista no certo!

País tropical

De todas as tendências da temporada, o tropicalismo é a que mais combina com a energia alegre do verão, mas é preciso ter cuidado para não sair por aí fantasiada de Carmen Miranda. A dica é eleger apenas uma peça com estampa tropical e, a partir dela, elaborar o restante do visual.

Para as mais discretas, a combinação com tecidos lisos em tons neutros ou em uma cor que esteja presente no look é a aposta certa. Para as mais ousadas, vale pensar em um mix de estampas, bem contemporâneo e urbano.

Cintura Marcada

Acessório indispensável nos armários, o cinto é um ótimo aliado da feminilidade, já que acentua as curvas. Para não errar na hora de se produzir, uma aposta certeira são as opções tradicionais em couro preto e marrom, ou ainda o tressê caramelo.

Se a intenção é modernizar o visual, o truque é diversificar os modelos e amarrá-los com um nozinho, em vez de fechá-los da maneira convencional. Use a criatividade sem medo. Versáteis, os cintos são a peça-chave na hora de dar acabamento ao look.

Boyish total

Você ama o jeito que os homens se vestem, mas ainda está insegura em adotar o estilo boyish? Para entrar de cabeça na inspiração masculina, escolha camisas de colarinho abotoado e bermudas boyfriend.

Mas para não perder a feminilidade, invista no salto e nos acessórios para uma produção charmosa e atual. Pode parecer complicado, mas não é. O segredo do sucesso é não pesar na dose e combinar peças masculinas e femininas em uma mesma produção. Em vez de caricato, o look fica moderno e conceitual.

 

Trama de sucesso

Não há uma só mulher que resista à feminilidade do crochê. Romântica e delicada, a trama ganhou as vitrines de verão e está fazendo o maior sucesso. A criatividade é o ponto alto desse clássico que ressurgiu de cara nova, oferecendo mais opções de looks inusitados.

Para elaborar uma produção ousada, basta combiná-lo a peças e tecidos mais pesados, como o couro. Além disso, você também pode apostar no boho style e juntar o crochê a acessórios franjados e correntes. Um sucesso!

 

Couro de verão

Despontando já há algumas temporadas como material de destaque em estações quentes, o couro volta a ficar em evidência neste verão. Tons vibrantes e colorações pastel dividem a atenção em meio a opções neutras, que geralmente apresentam pinceladas de marrom e preto.

Além das cores, as texturas e o toque diferenciado garantem a atualização desse material. O corte das peças e a espessura adequam-se à estação, transformando-se em diferenciais que ajudam a compor um look despojado e cheio de atitude.

 

Fonte: Revista LUNNA

Tags: , , , , , , , , , , , , ,

Comments ( 0 )

Nem a calça jeans ganha da camiseta básica quando o assunto é a peça mais curinga do guarda-roupa. Mas a novidade é que a querida t-shirt vem sendo usada de formas diferentes e cheias de bossa, que a tiram da zona de conforto e a transformam em um belo truque de styling. Quer ver? As fotos abaixo, da WGSN, mostram cinco formas estilosas de usar a camiseta. Aproveite!

CROPPED:

Tendência absoluta nos desfiles do Fashion Rio, o comprimento cropped é polêmico. Mas deixar a barriga à mostra com a t-shirt é atestado de personalidade e pode cair muito bem se você souber combinar as peças do look (e se estiver em dia com a academia, né?).

BOYFRIEND:

Um fuxico no armário do namorado é superválido para mudar um pouco o visual. A prática não é crime nenhum e até lançou a tendência boyfriend – que o nome já explica. A dica é mesclar a peça masculina com elemento mais femininos, como shortinhos, saltos, tranças no cabelo… Frases e desenhos são bacanas e você pode quebrar a frouxidão da camiseta enrolando as mangas ou colocando uma ponta para dentro da calça.

VESTIDINHO
Está procurando um vestido prático? Talvez levar para casa uma camiseta bem maior que o seu número possa ser a solução. Usar a t-shirt enorme dá um estilo descontraído ao visual, que pode ser complementado com tênis ou salto.

MULLET:

A tendência mullet (saias, vestidos e blusas com a parte da frente menor que a de trás) está com tudo, embora muita gente torça o nariz para ela. Nas camisetas não é diferente e uma cauda pode transformar o look inteiro. Tem que “segurar” o visual!

 

TIPO “PODRINHO”:

Parece que você pegou a camiseta mais velha do armário, aquela que você usava para ir à escola quando era criança… Mas, na verdade, é tudo proposital para dar aquele ar “podrinho” ao look. Tshirt surrada e com a gola meio esgarçada também é febre entre os fashionistas.

 

FONTE: GNT

Tags: , , , , , , ,

Comments ( 0 )

O shortinho jeans sempre foi vedete do verão e nunca abandonou o guarda-roupa das brasileiras. Mas ele está super em alta e pode ser usado até mesmo no inverno! A ordem é usar ele bem curto, para mostrar as pernas mesmo. O short da vez pede acabamento desfiado ou com a barrinha do
brada. Os mais largados do tipo “boyfriend” também estão em alta, para usar bem largo e com rasgos nas coxas.Tachas, zíperes e lavagens diferentes sempre são uma boa pedida! Deixe as perninhas em ordem e arrase!

Tags: , , , ,

Comments ( 0 )

calca-saruel-fotos-modelosVocê é da turma que ama ou que odeia calça saruel? Não há meio termo com a saruel – a calça de origem oriental que os estilistas tentaram emplacar no ano passado, não deu muito certo, mas agora está vindo com força total. E tende a ser moda no verão por ser larguinha e ser valorizada por tecidos como algodão. A saruel tem um gancho bem baixo. Não agarra na bunda, ideal no calor e depois da praia.

Também é conhecida como calça-pijama. Às vezes, o tal gancho (ou cavalo) é tão baixo que ela vira quase uma calça-saia, presa pelos tornozelos. Como usar? Quem pode? Como escapar das armadilhas? Dá para ficar elegante, sem cara de hippie deslocada? Engorda? É só para as altas e magras – aquelas mulheres que não somos nós e que vemos nos desfiles de moda – vestindo coisas que jamais usaríamos?

A saruel envolve muitos mitos. Na verdade, o resultado e o efeito dependerão muito mais do tecido, do corte, da combinação com as camisas e os sapatos, da situação, da sua atitude e do seu estilo do que propriamente da sua altura. Para se ter uma idéia, dependendo da modelagem, a saruel serve até para disfarçar quadris grandes.

(Deve ser por isso que a maioria dos homens implica com a saruel: eles preferem verificar direitinho o contorno do bumbum e das coxas, em vez de dar lugar à imaginação e ter uma surpresa depois. Mas as muito apertadas podem ser cruéis. Já viu coisa pior e mais brega do que essas leggings justésimas que acentuam tudo, todas as imperfeições, e funcionam quase como uma ultrassonografia das pernas e do bumbum? Mostram até veias. Socorro, não?).

O termo “sarouel” é francês e tem origem árabe. A saruel vem das calças johdpur e dhoti. Todas tem um grande volume entre as pernas. Usa-se muito na África e no Oriente Médio.

Tem gente que confessadamente detesta, como a estilista Glorinha Kalil, que acha a saruel parecida mesmo com “um fraldão”: “É a roupa mais democrática do mundo. Veste mal qualquer pessoa, de qualquer idade”.

Mas a estilista Lílian Pacce adora. E seu gosto não tem nada a ver com moda. Há muitos anos ela veste saruel. A mais antiga que tem, ela comprou no Peru. Lílian passou para Mulher 7×7 umas dicas importantes para quem tem vontade mas não tem coragem.

“Adoro, tenho saruel de 10 anos atrás, é uma tentação, é um convite ao relaxamento, e por isso precisa tomar cuidado para não parecer relaxamento, não ficar com um visual meio desleixado. Acho que as brasileiras resistiram sim no ano passado, mas agora estou vendo nas ruas. Veio a calça boyfriend, mais larguinha, uma silhueta mais largada e que foi adotada pelas mulheres e pelas meninas. E sinto que a saruel vai pegar mais no verão, porque o calor não pede nada justo. É uma calça mais tropical mesmo”.

Os 7 mandamentos da calça saruel, segundo a estilista Lílian Pacce

1) Combinar com tênis dá uma esculachada desnecessária. Dá muito volume, achata mesmo. Fica aquele bololô embaixo. Melhor combinar com sandália, baixa ou alta, ou então sapatilha rasteira.

2) Quem tem quadris largos precisa de uma saruel que não realce o quadril. Ideal para as de quadris muito estreitos porque, além de ser confortável, dá uma enchidinha.

3) Para as mais baixas, é melhor escolher uma saruel com perna mais afunilada. O volume de tecido entre as pernas deve ser menor.

4) Franzida na cintura e com cós baixo, somente para quem não tem barriga nenhuma. Cintura baixa é, sempre, algo avassalador para quem tem barriga.

5) O mais importante é prestar atenção na proporção entre o comprimento da perna e o cavalo (gancho). É essa proporção que vai deixar a mulher mais achatada ou mais alongada. O gancho menor com a perna mais afunilada aumenta a altura.

6) O tecido mais fino e elegante – seda, linho – valoriza a saruel. Transforma um modelo chamado de pijama em uma calça de festa.

7) Uma calça saruel sempre pede combinações mais simples e secas porque senão o visual fica comprometido, muito pesado. Camisetas sequinhas, pés leves.

Visto Época

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Comments ( 1 )