1. Miu Miu R$ 7.600 2. Vivara R$ 3.190 3. Jimmy Choo R$ 6.520 4. Bo.Bô R$ 598 5. Mixed R$ 960 (Foto: Nyra Lang/arquivo Vogue, Imaxtree e Rafael Evangelista (Stills) Produção De Moda: Cristiano Oiwane e Neel Ciconello)

Aposte em microestampas florais sobre fundo escuro para evocar o clima de romance na chegada da meia-estação.

1. Louis Vuitton R$ 15.500 2. Maxior R$ 8.023 3. Gucci R$ 3.760 4. Magrella R$ 1.256 (Foto: Nyra Lang/arquivo Vogue, Imaxtree e Rafael Evangelista (Stills) Produção De Moda: Cristiano Oiwane e Neel Ciconello) (Foto: Nyra Lang/arquivo Vogue, Imaxtree e Rafael Evangelista (Stills) Produção De Moda: Cristiano Oiwane e Neel Ciconello)

A tendência ganha não só as roupas, como também as joias e demais acessórios – como você confere ao longo desta página. Escolha suas peças preferidas e aposte já!

1. Cris Barros R$ 1.462 2. Carla Amorim R$ 19.130 3. Cruise R$ 998 4. Reinaldo Lourenço R$ 4.498 (Foto: Nyra Lang/arquivo Vogue, Imaxtree e Rafael Evangelista (Stills) Produção De Moda: Cristiano Oiwane e Neel Ciconello)

Fonte: Vogue

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Comments ( 0 )

escape-luxuoso-box

Batizadas de resort ou cruise, as pré-coleções que chegam às lojas em novembro mostram claramente que não tratam mais de roupas que, como indicava o nome, você levaria nas férias, para algum lugar ensolarado do planeta, a bordo de um iate.

Hoje, as marcas mais prestigiosas, pressionadas pela velocidade dos lançamentos – especialmente do fast-fashion e dos e commerces – também aceleram sua produção para seduzir um público que quer apenas renovar o closet.

escape-luxuoso-nota_1

Nesta temporada, cores, formas e estampas, além de muita atitude, sugerem inovação e alguma diversão, mostrando criações de apelo global, mas também em sintonia com as distantes locações escolhidas para seus desfiles, autênticas experiências de escapismo de alto nível para um número reduzido de jornalistas e convidados. Afinal, como já dizia Freud, um pouco de fantasia é elemento indispensável para tornar a vida mais agradável.

escape-luxuoso-nota_2

Assim, a comentada apresentação da Chanel em Havana (Cuba), toda a pompa da Louis Vuitton em Niterói, no Rio, e os cenários nobres da Dior e da Gucci, em Londres, se afastam do cotidiano tedioso (mesmo que não se parta de férias) para disponibilizar roupas que servem tanto para altas temperaturas quanto para qualquer friozinho de ocasião, o que inclui até casaco de pele em desfile.

O exotismo ou o luxo tradicionalista, no caso das apresentações londrinas, acrescentam lustro e interesse aos looks, já que essa é uma temporada que mais confirma do que lança tendências.

escape-luxuoso-nota_3

A mais escapista de que se tem notícia, a década de 70 é resgatada de maneira homeopática, longe da original, com influência de formas radicais e cores saturadas dos anos 80 e 90. Hoje, sabemos, qualquer época na moda é resultado de uma colagem de outras, num exercício cada vez mais intenso de crossing e copy/paste. No resort 2017, nota-se a recuperação do artesanal dos anos 70, que valoriza o que parece ser único, interpretado para o novo milênio.

escape-luxuoso-nota_4

Sempre associados a exuberâncias convencionais, os babados estão de volta, desta vez assumindo ares destemidos, colocando-se nos lugares mais inesperados ou tomando conta da roupa de maneira totalitária.

O crochê também surpreende, ganhando modernidade graças à tecnologia têxtil, e surge em novos contextos para reafirmar sua vocação para o ultrafeminino e o escape. Já a opulência e o vigor da flora tropical dominam até mesmo as coleções das mais poderosas maisons.

escape-luxuoso-nota_5

Camisetas com logo explícito também reaparecem, com os designers estampando na t-shirt sua assinatura para torná-la a mais simples das peças de manifesto de marca. Enquanto isso, o athleisure, que é a tendência de usar no dia a dia as roupas feitas para atividades esportivas, é uma atitude contemporânea – e também tem lá seu espírito escapista ao sugerir recreação no cotidiano.

A moda se apropria desse costume, tornando-o tendência com modelagens originárias das academias e quadras, detalhes como listras nas laterais de shorts e calças ou ainda de forma desconstruída, como fez Nicolas Ghesquière na Louis Vuitton.

O resort 2017 nada tem de discreto: além de seu flerte com o escapismo, parece ter entrado com entusiasmo na era do Instagram e das redes sociais em geral, que privilegia a linguagem extrovertida, ofuscante e extravagante de imagens fortes.

 

Fonte: Vogue

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Comments ( 0 )

Enquanto as araras nacionais recebem as peças de inverno, maio e junho no hemisfério norte é sinônimo de cruise ou resort collections. Ainda que o termo não agrade toda indústria – “Resort não significa nada. Quem compra roupas exclusivamente para ir a um resort?”, indagou Oscar de La Renta minutos após sua apresentação – essas coleções têm ganhado cada vez mais importância e funcionado como um termômetro para a próxima estação.

Além disso, as presentations servem de inspiração para quem está de malas prontas para as férias de verão: incrementar o styling com saia sob calça (como na Chanel); trocar a minissaia pelo shorts (proposta da Armani); mesclar grafismos e estampas, em especial os maxiflorais (como na Dior); ou até investir em calça statement (como as da Louis Vuitton e Gucci). Na galeria abaixo, confira um resumo das principais tendências, que com certeza vão chegar ao seu closet. (VINICIUS ALENCAR)

resort3

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

LOUIS VUITTON: “Quero que a Vuitton seja reconhecida pelas calças de caimento e corte impecável”, disse Nicolas Ghesquière sobre a coleção apresentada em Mônaco. Além das calças, máxiflorais e certo acento invernal deram o tom da apresentação

resort1

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

DIOR: Raf Simons combinou as flores em tamanho giga com grafismos – atenção ao casaquinho, que apareceu mesmo que carregado depretensiosamente no desfile. Outra peça para ficar de olho: o casaco usado como vestido (último look à direita)

resort2

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

CHANEL: Karl Lagerfeld mostrou – mais uma vez – que usar calça sob a saia é possível, inclusive, de forma ultraestampada. Os prints florais quase folclóricos foram um highlight, assim como as calças, em especial a de babado e a dourada, super statement

resort4

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

TORY BURCH: conjuntos (sejam listrados ou de motivos florais maximizados) foram alguns dos looks-chave da apresentação. A saia de chamois com couros de diferentes tons mostra como atualizar os blocos de cores, sem ficar com cara de “temporadas passadas”

resort5

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

FENDI: Karl Lagerfeld deu uma aula de como combinar estampas e a fórmula é simples: pegue os mesmos motivos e a mesma cartela de cores; vide o look de bolinhas e o gráfico. A bomber de pele mostra que você deve ter sempre uma peça invernal na mala

resort6

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

GIORGIO ARMANI: “Cool” é a palavra de ordem do designer italiano. Ao invés da minissaia, use shorts de tecidos luxuosos. A alfaiataria desabada combinada com tênis é outra forma de dar um upgrade imediato ao look

resort7

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

GUCCI: Aposente a skinny e pegue uma calça que atraia olhares, Frida Giannini também investiu nessa ideia. As peças que lembram jeans destroyed e ultralavado também foram destaque

resort8

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

MARC JACOBS: A garota do estilista é noturna. E o que ela usará nas noites de verão ao redor do globo? Conjuntos de couro e com o mesmo print, além de vestidos-casaco

resort9

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

MAX MARA: Apesar de esportiva, a coleção passa longe de ser desleixada como muitos pensam ao pensar em funcionalidade. Para isso peças de alfaiataria ganharam modelagem esportiva e foram combinadas com sneakers quase masculinos

resort10

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

MARC by MARC JACOBS: com looks que beiravam a androginia (vide o macacão jeans e suas variantes), a linha jovem de Marc também investiu em um floral bem literal, quase kitsch

resort11

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

MM6 by MAISON MARTIN MARGIELA: calças em diferentes modelagens (usadas sozinhas ou sob saias) e a bomber em versão deluxe também apareceu (tire a sua do fundo do armário)

resort12

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

ROLAND MOURET: Sai o color blocking, entra uma nova combinação gráfica, resultado de tons intensos usados com outros mais sóbrios. A saia assimétrica é uma peça para se ficar de olho

resort13

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

OSCAR DE LA RENTA: Calça flare cropped, florais, barra assimétrica e shorts de alfaiataria, a coleção do estilista dominicano é formada com todas as peças-chave da temporada e que dão pistas de como será o próximo verão.

 

resort14

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

SONIA by SONIA RYKIEL: Floral de fundo negro com floral colorido, foi uma das ideias da linha jovem da grife francesa. A saia assimétrica plissada é outro must-have a se atentar

resort15

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

ALEXANDER WANG: calças quase baggy – mostrando que a skinny ficou realmente para trás – deram o tom da coleção de Wang, apresentada nesta terça-feira (03.06). O floral estilizado, que de longe lembra pinceladas, passa longe do estilo girlie

resort5

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

VERSACE: Donatella também mostrou uma série de conjuntos que mostram que combinar será uma das máximas da próxima estação. Atenção ao terceiro look que mistura poás com os clássicos elementos greco-romanos da label italiana

 

Fonte: VOGUE

 

 

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Comments ( 0 )