Desde a ascensão de marcas como Vetements e Off-White, o jeans não sai das passarelas, presente nos desfiles de todas as grandes grifes e não apenas naquelas que têm o street como core. Mas, se até a temporada passada, o material aparecia predominantemente em opções mais lisas, sem grandes emoções ou invencionices de lavagens, o denim agora assume a versão acid wash – unindo o mood oitentista (década na qual tal efeito desbotado ganhou as ruas) ao clima californiano, uma das maiores tendências da estação.

“Apesar do nome acid wash, dado pela aparência desbotada de ácido, a lavagem era feita com água sanitária. Hoje, é usado um reagente químico (o permanganato de potássio), que age manchando a peça de branco”, explica Flavia Rotondo, estilista da TwoDenim, grife que apostou na tendência para seu inverno 2019, desfilado na última edição do SPFW. “É um processo feito manualmente, com o auxílio de um rolinho, o que torna cada calça ou jaqueta única.” O clima 80’s também dá o tom da modelagem, que aparece mais volumosa em calças clochard ou aladim.

O efeito manchado também pode ser visto e feito através da técnica tie-dye. A proposta apareceu no verão 2019 da Dior, em peças com borrões abstratos e caleidoscópicos. “O tie-dye surgiu fora das esferas da moda convencional. Ao incorporá-lo à coleção, pude jogar com sua identidade múltipla, combinando tradição e inovação, artesanato e cultura popular”, diz Maria Grazia Chiuri, diretora artística da maison. Para a estilista, o fato de o resultado ser uma surpresa faz o processo ser mágico. “Gosto da ideia do inesperado do tie-dye, mas especialmente pelo o que representa: me permite celebrar a natureza e sua força simultaneamente caótica e racional.”

Precisando de algo que dê um up imediato no seu tricô favorito ou camiseta branca de todo dia? Seja em versão mais discreta, como as calças quase que completamente desbotadas da Dior, ou bem exagerada, caso do macacão de Stella McCartney desfilado por Kaia Gerber, o acid denim wash é um daqueles curingas que surgem a cada temporada para quem procura algumas boas (e poucas) peças statement.

 

Fonte: VOGUE

 

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Comments ( 0 )

erin_wasson_vogue_ukPresente no guarda-roupa de 9 em cada 10 mulheres que amam jeans, a calça skinny já é tão coringa quanto um blazer preto ou uma camisa branca. Mas, para a alegria daquelas que querem aposentar de vez os modelos ultrajustos, uma série de shapes com inspiração retrô vêm conquistando as ruas e alcançando o status de novo clássico.

Do flare à la Jane Birkin às pantalonas, passando pelo mom jeans até o reto cropped, uma nova leva de denim conquistou fashionistas como Alexa Chung, Leandra Medine, Jeanne Damas e Bella Hadid. Quer aderir? Confira abaixo uma seleção irresistível de modelos básicos, pero no mucho, para você dar um adeus – ou um até logo! – ao skinny.

jeans-5

1. FLARE CURTA
Esqueça a flare longa, com a barra larguíssima e perfume disco – do tipo que precisa ser usada com plataformas altíssimas e batas boho.

O modelo pode ser, sim, uma peça-coringa e atemporal, independente dos anos 1970 estarem na moda ou não: basta investir em um bom jeans de comprimento acima do tornozelo e abertura média, que não contraste tanto com a parte superior da peça, mais justa. Alexa Chung é fã – e combina suas calças flare curtas com sapatilhas ou sapatos de salto baixo, blazer oversized e camisa básica.

jeans-2

 

2. RETA CLÁSSICA
Nem skinny, nem flare, nem pantalona: quer um jeans que pode andar a vida inteira com você? Invista em uma calça reta, de lavagem clean e cós médio, combinando-a com sapatos flat (de sandálias a sapatilhas) até saltos altíssimos – um bom escarpim de bico fino será a garantia de um toque sexy e moderno ao look. Para não deixar a produção cair na monotonia, vale seguir o truque de styling da it girl Camille Charrière, optando por peça superior assimétrica e arquitetônica, bijoux poderosa e cabelos au naturel.

jeans-1

 

3. RETA E FUN
Quer investir no jeans reto, mas não tão básico? Procure modelos com aplicações de cristais, broches ou pedrarias e combine-os com tênis branco e top de tecido sofisticado, como fez a parisiense Jeanne Damas. O truque de styling fun, aliás, pode ser reproduzido em jaquetas de denim e até bolsas.

jeans-6

 

4. PANTALONA
Dê férias à sua pantacourt para investir em uma pantalona clássica, de jeans com lavagem minimalista e cintura alta para o dia a dia. Aqui, vale combiná-la com plataforma ou até mesmo sneakers.

jeans-4

5. MOM JEANS
O mom jeans é exatamente o que diz a expressão: calças em denim roubadas do guarda-roupa das mamães (diretamente dos anos 1980 e 1980). Um híbrido entre o skinny e o reto, com cós altíssimo e denim grosso, sem elastano, o modelo tem aquele je ne sais quoi típico do estilo das francesas que é sinônimo de estilo e conforto. Para sofisticar as composições com a peça, invista em bolsas mini ou médias ultra trabalhadas e tops delicados. Nos pés, um salto ou plataforma alta, como a ankle boot escolhida por Camille Rowe.

jeans-3

6. MOM JEANS MODERNINHO
Com a ajuda da stylist Monica Rose, a top Bella Hadid faz parte do time de tops que adora um mom jeans, mas sempre em looks luxuosos e sexy. Quer copiar? Invista em modelos com rasgados ou lavagens modernas e combine-os com saltos poderosos, bolsas estruturadas e tops sofisticados.

 

Fonte:  Vogue

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Comments ( 0 )

2nd-floor-verao-2014

 

Que o creeper é uma das manias atuais da moda. O denim, impulsionado pela febre dos anos 90, também volta mais forte ao guarda-roupa – inclusive usado no melhor estilo “jeans com jeans”. Ambas apostas fashion estavam presentes no desfile da 2nd Floor, diluidas na inspiração anos 60 que guiou as criações do estilista Thiago Marcon.

A stylist Leticia Toniazzo foi quem combinou as peças antes de entrarem na passarela e, do backstage da marca, ela deu dicas para quem quer usar tanto o sapato da temporada quanto o looks jeans total. Confira:

A REGRA DO CREEPER É: COMBINE COM CALÇA DE BOCA AFUNILADA
O modelo “pataflat” – aquele de salto reto e plataforma – foi usado no pés de todas as modelos em variações de sandálias e no tênis – também conhecido como creeper. Para combinar, Lelê Toniazzo indica: “Use sempre com calça de boca bem afunilada.Gosto também da combinação de legging com blusa mais soltinha”, diz. Se optar por saia ou blusa, a dica é escolher peças de tamanho mini. “Apesar de alongar a silhueta pelo salto, tanto a sandália quanto o creeper pesam nos pés. Só aposte nos comprimentos mais longos se você tiver pernas bem compridas”, completa.

JEANS COM JEANS – APOSTE EM TONS IGUAIS OU MUITO SEMELHANTES
Leticia considera a combinação de jeans “clássica e chique”, mas prefere aquelas de mesmo tom. “Se você optar pelo conjunto, não vai errar. Combinações de tons diferentes são mais difíceis de ficar legal, precisa ter um olhar de moda mais apurado”. Se quiser apostar em uma combinação mais descolada, eleja acessórios diferentes. “Cintos e sapatos coloridos deixam a produção mais divertida”, afirma.

 

Fonte: MARIE CLAIRE

 

Tags: , , , , ,

Comments ( 0 )