escape-luxuoso-box

Batizadas de resort ou cruise, as pré-coleções que chegam às lojas em novembro mostram claramente que não tratam mais de roupas que, como indicava o nome, você levaria nas férias, para algum lugar ensolarado do planeta, a bordo de um iate.

Hoje, as marcas mais prestigiosas, pressionadas pela velocidade dos lançamentos – especialmente do fast-fashion e dos e commerces – também aceleram sua produção para seduzir um público que quer apenas renovar o closet.

escape-luxuoso-nota_1

Nesta temporada, cores, formas e estampas, além de muita atitude, sugerem inovação e alguma diversão, mostrando criações de apelo global, mas também em sintonia com as distantes locações escolhidas para seus desfiles, autênticas experiências de escapismo de alto nível para um número reduzido de jornalistas e convidados. Afinal, como já dizia Freud, um pouco de fantasia é elemento indispensável para tornar a vida mais agradável.

escape-luxuoso-nota_2

Assim, a comentada apresentação da Chanel em Havana (Cuba), toda a pompa da Louis Vuitton em Niterói, no Rio, e os cenários nobres da Dior e da Gucci, em Londres, se afastam do cotidiano tedioso (mesmo que não se parta de férias) para disponibilizar roupas que servem tanto para altas temperaturas quanto para qualquer friozinho de ocasião, o que inclui até casaco de pele em desfile.

O exotismo ou o luxo tradicionalista, no caso das apresentações londrinas, acrescentam lustro e interesse aos looks, já que essa é uma temporada que mais confirma do que lança tendências.

escape-luxuoso-nota_3

A mais escapista de que se tem notícia, a década de 70 é resgatada de maneira homeopática, longe da original, com influência de formas radicais e cores saturadas dos anos 80 e 90. Hoje, sabemos, qualquer época na moda é resultado de uma colagem de outras, num exercício cada vez mais intenso de crossing e copy/paste. No resort 2017, nota-se a recuperação do artesanal dos anos 70, que valoriza o que parece ser único, interpretado para o novo milênio.

escape-luxuoso-nota_4

Sempre associados a exuberâncias convencionais, os babados estão de volta, desta vez assumindo ares destemidos, colocando-se nos lugares mais inesperados ou tomando conta da roupa de maneira totalitária.

O crochê também surpreende, ganhando modernidade graças à tecnologia têxtil, e surge em novos contextos para reafirmar sua vocação para o ultrafeminino e o escape. Já a opulência e o vigor da flora tropical dominam até mesmo as coleções das mais poderosas maisons.

escape-luxuoso-nota_5

Camisetas com logo explícito também reaparecem, com os designers estampando na t-shirt sua assinatura para torná-la a mais simples das peças de manifesto de marca. Enquanto isso, o athleisure, que é a tendência de usar no dia a dia as roupas feitas para atividades esportivas, é uma atitude contemporânea – e também tem lá seu espírito escapista ao sugerir recreação no cotidiano.

A moda se apropria desse costume, tornando-o tendência com modelagens originárias das academias e quadras, detalhes como listras nas laterais de shorts e calças ou ainda de forma desconstruída, como fez Nicolas Ghesquière na Louis Vuitton.

O resort 2017 nada tem de discreto: além de seu flerte com o escapismo, parece ter entrado com entusiasmo na era do Instagram e das redes sociais em geral, que privilegia a linguagem extrovertida, ofuscante e extravagante de imagens fortes.

 

Fonte: Vogue

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Comments ( 0 )

O jeans é um dos únicos tecidos que nunca sai de moda. Entra ano, sai ano e ele está lá, sempre personagem principal dos armários femininos -e masculinos – mais estilosos. A peça é um clássico da moda, e o verdadeiro exemplo de “combina com tudo”. Mas, dependendo da estação, o jeans pode ser atualizado e modernizado para combinar ainda mais! Confira nossas apostas para o jeans nessa estação.

BARRA DESFIADA
Para atualizar aquela calça jeans que está largada no armário, você só precisa de um par de tesouras e um pouco de paciência. As celebridades mostram que a nova maneira de usar uma bela calça jeans é com a barra bem desfiada. Queridinha da cantora Selena Gomez, esse tipo de acabamento fica bem com qualquer sapato, dos mais baixos até os scarpins altíssimos. E além de ser fácil e de fazer, é um toque super estiloso que moderniza aquela calça mais básica do dia a dia.

02-desfiado

‘MOM JEANS’
Essa tendência já foi denominada lá fora como “mom jeans“, ou seja, aquele jeans roubado do armário de nossas mães. Na onda da moda dos anos 80, que foi uma das grandes inspirações para os desfiles da última temporada de moda, esse tipo de calça tem tudo a ver com a temporada. De cintura alta, lavagem mais clara e boca bem reta, esse jeans é perfeito para combinar com um top mais curto e moderno, como o de Kendall Jenner, ou uma blusa bem bufante, como a da blogueira Leandra Medine.

Como alguns já tinham previsto, o jeans estilo anos 80 veio com tudo para roubar o lugar do skinny jeans no armário das mulheres. Deixe de lado aquela calça superjusta e com barra cigarette, e aposte nessa modelagem mais reta com cara de antiga – além de vestir bem, a peça tem uma característica estilosa e intrigante.

 

01-anos80

JAQUETA OVERSIZED
Outra peça que não perde seu lugar no nosso armário é a jaqueta jeans. Desta vez ela aparece ainda maior – roubada do armário do namorado. Kim Kardashian é uma das famosas que apostam na onda da customização, e já foi vista algumas vezes usando jaquetas cheias de palavras escritas. Mas, para quem não precisa chamar tanta atenção, as jaquetas com estampas, brocados ou bordados funcionam do dia até a noite. O tamanho oversized esta de acordo com a tendência grunge que também tem aparecido nos últimos desfiles de Alexander Wang e Balenciaga. Escolha o estilo que mais combina com você e aposte sem medo!

03-oversized

 

Fonte: GNT

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Comments ( 0 )

Os desfiles internacionais mostram que agora é a hora de apostar nas novas texturas floridas – mais modernas e menos delicadas.

A estampa florida sempre foi sinônima de feminilidade e delicadeza, geralmente acompanhada de cores suaves e modelagens fluídas. Porém, como mostra os desfiles da última temporada de moda, o floral volta às passarelas com um toque bem mais moderno. Desfiles como Christian Dior, Rodarte e Gucci apostaram em estampas que remetem à flora, mas não daquele jeito óbvio de sempre; desta vez, o florido aparece mais conceitual e dark.

floral-dior-620

Para Dior, o florido apareceu quase em forma de pintura, onde fica até difícil reconhecer que a estampa trata sim de grandes flores azuis e pretas. No segundo look, o florido abstrato acontece em forma de bordado em cima de um vestidinho preto ajustado. Em ambas as produções, vemos como o floral ficou com um aspecto mais moderno e conceitual.

A Rodarte também apostou bastante neste tema, com flores até nos cabelos das modelos. Na roupa em si, o florido se mistura com tecidos mais pesados, formando composições que mesclam texturas como a renda e o bordado.

O styling da produção também pode ajudar a tornar o florido de sempre em uma peça importante e diferente. Como visto no desfile da Rochas, o vestido de alcinha florido – que sozinho poderia ficar delicado demais – é combinado com uma camisa e sandálias pesadas.

Uma maneira fácil de desestruturar a estampa florida e deixar ela mais contemporânea, é apostar em tons mais escuros e em desenhos onde as flores sejam menos óbvias. Para combinar, aposte em sandálias e acessórios mais pesados.

floral-07 floral-06 floral-05 floral-04 floral-03 floral-02 floral-01

Fonte: GNT

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Comments ( 0 )

A Semana de Moda de Londres é conhecida como a mais sóbria das fashion weeks. Os desfiles têm sempre um toque moderno, mais sério e sofisticado. E, mesmo sendo a temporada de verão, jaquetas e calças são destaque. Por esse motivo, as passarelas surgiram recheadas de alfaiatarias descontruídas e em shapes inovadores, recortes transgressores e peças de muita atitude. Dessa amostra avant garde, as editoras  elegeram os looks, itens e silhuetas que vão fazer sucesso nas ruas. Anote!

20150923_lfw_oqvestir_01

Mary Katrantzou, Barbara Casasola, Roksanda Ilincic.

Blazers e coletes apareceram em versões máxi, de pegada boyfriend. O mix com saia de fenda deixa o look feminino. Mas, no geral, as peças foram usadas criando contrastes com calças fluidas, no melhor estilo office cool.

20150923_lfw_oqvestir_02

Barbara Casasola, Erdem e Issa.

As passarelas de Londres confirmaram a maior tendência da temporada: o decote ombro a ombro vem com tudo! Aqui, em versões mais minimalistas, fugindo do toque romântico do babados. Ainda mais fresh, o detalhe surgiu também em tops cropped.

20150923_lfw_oqvestir_03Jonathan Saunders, Roksanda Ilincic, Paul Smith.

O toque delicado das passarelas ficou por conta de slip dresses de shapes mais soltinhos e barras assimétricas. Fugindo do óbvio, os modelos trouxeram um color blocking fun, dando aos looks passagem livre para festas durante o dia.

20150923_lfw_oqvestir_04Christopher Kane e Topshop Unique.

Se o mood atual pede calças flare com barras bem largas, as passarelas londrinas foram na contramão, apostando nos modelos cigarettes. Mais sequinhas e parando acima do joelho, os modelos fizeram par com camisas de alfaiataria delicada.

 

Fonte: Blog OQVestir

 

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Comments ( 0 )

A semana de alta-costura rolou em Paris e os tempos de crise na alta-moda parecem ter ido embora. Isso é bom ou é ruim? É diferente: diante dessa cliente superrica que compra couture, o estilista precisa ter um foco, e esse foco se chama venda! Os desfiles de alta-costura estavam funcionando mais como ferramenta de marketing pra divulgar marca e vender perfume e bolsa. Agora, querem vender a roupa que está na passarela, mesmo!

Alguns respondem bem a esse estímulo. Raf Simons à frente da Dior, por exemplo, fez um dos melhores desfiles, com releituras de peças como a saia pannier (aquela de séculos atrás, bem larga dos lados com a ajuda de anquinhas) e o corset, misturados com macacões e zíperes aparentes no meio de calças.

couture-2014-montagem-620

E ganha espaço na moda festa em si a silhueta “vestido de princesa”, com cintura marcada e saia ampla, de preferência tomara-que-caia ou com alça. É engraçado reparar como os fashionistas de carteirinha torcem o nariz pra esses modelos, já que eles não trazem novidade. Mas as mulheres em geral amam, suspiram, elogiam. Tem toda uma aura de conto de fadas ao redor deles (#DisneyFeelings!).

Mais? A sensualidade também está bombando com decotes em V, fendas, realce na curva e a cor vermelha ganhando bastante espaço. É a “era Kim Kardashian” dos ateliês…

couture-2014-montagem-2-620

Fonte: GNT

Tags: , , , , , , , , , ,

Comments ( 0 )

Pérola, prata e outros tons metalizados são onipresentes nos makes desta temporada de desfiles de Alta Costura na cidade luz.

iluminado
Cílios de boneca, delineado discreto e lápis prata no desfile de Alexis Mabille  (Foto: Getty Images)

O foco da maquiagem nesses quatro (e intensos) dias de desfiles de Alta Costura inverno 2014 em Paris está, sem dúvida, no olhar. E não estamos falando dos cílios abarrotados de rímel, da linha d’água delineada de preto (alô, anos 90!) ou do esfumado colorido superusado nos últimos desfiles de prêt-à-porter – que sim, estão inquestionavelmente em alta. A estrela da vez na capital francesa é o iluminador aplicado no cantinhos dos olhos.

As grifes que exibiram olhar com pontos intensos de luz? Christian Dior, Valentino,Christophe Josse, entre outras (sim, a lista é longa). E apesar de nem toda label apostar no mesmo estilo de make – Elie Saab pintou o olho das modelos de preto e aplicou prateado nos cantos internos; Christophe Josse + Giorgio Armani Privé deixaram o rímel de lado e investiram no olhar mais puro/delicado/etéreo; e Giambattista Valli também iluminou queixo e testa -, o ponto de luz estratégico tem vários prós: dá vida ao olhar, faz os olhos parecem maiores, pode ser adicionado a qualquer make, traz jovialidade, saúde e está liberado para ser usado de dia (com cautela, é claro) e de noite. E aí, vai apostar? Motivos para se inspirar não faltam! ?

iluminado_2
Pontos de luz no cantinho dos olhos no Atelier Gustavo Lins, Christophe Josse e Elie Saab (Foto: Getty Images)

iluminador_3
O iluminado de Giambattista Valli, Christian Dior e Giorgio Armani Prive (Foto: Getty Images)

 

Fonte: Glamour

Tags: , , , , , , , , , , , , ,

Comments ( 0 )

skort3

Os desfiles são os grandes responsáveis por ditar as principais tendências para o mercado da moda, mas a criatividade não se concentra apenas nas passarelas. Ao longo da temporada, cores, modelagens e itens podem se tornar hit sem nem ter passado perto das assinaturas grifadas. É o que acontece com os skorts!

Criados nos anos 90, os skorts mesclam o short e a saia e o nome deriva da junção dessas duas palavras em inglês (skirt + shorts). Essa micro trend ganhou novo fôlego em versões mais elaboradas e despontou para o high street fashion através de um modelo assimétrico que virou hit de street style.

skort1

Cada vez mais, os skorts estão ganhando novas adeptas por serem práticos e confortáveis, além de existirem modelos bastante sofisticados hoje no mercado. Afinal os skorts unem a feminilidade das saias e a segurança dos shorts, duas características que, juntas, ajudam em muito o estilo do dia-a-dia.

Os skorts têm uma pegada urban e descolada perfeita para momentos descontraídos e eventos mais relax. Porém, o item já não é tão bem-vindo se o local ou ocasião exige um traje mais formal, onde a mulher não possa optar por peças curtas. Entretanto, isso não significa que o skort não possa ser chique! Para isso, invista em um top sofisticado e um bom salto alto.

skort2

 

 

Fonte: AREMO

 

Tags: , , , , ,

Comments ( 0 )

Com os lookbooks e desfiles das coleções de pré-inverno 2013 nas mãos, Vogue propõe um duelo de estilo de duas trends fortes dentre as novidades das etiquetas internacionais: florais vs. couro. Enquanto nomes como Alexander Wang, Zac Posen, Olivier Theyskens (da Theyskens’ Theory) e Francisco Costa (na Calvin Klein) propuseram looks poderosos com aposta no couro – tanto nos detalhes como em look total –, uma outra leva de designers preferiu investir em prints florais, seja nas imagens realistas dos vestidos de silhueta retrô de Carolina Herrera ou nas estampas reprocessadas por efeitos digitais de Michael Kors e Prabal Gurung, entre outros.

Para usar de inspiração, reunimos os melhores looks das duas alternativas, que você vê na sequência. Qual o seu lado favorito?

 
Couro: aposta de Zac Posen e da Theyskens’ Theory (Foto: Reprodução)


Prabal Gurung, Giulietta e Thakoon com suas versões dos prints de flores (Foto: Reprodução)


Gucci, Calvin Klein e 3.1Phillip Lim (Foto: Reprodução)


As diferentes versões das estampas de Michael Kors (Foto: Reprodução)


Couro nos detalhes de Alexander Wang e nos looks totais do pre-fall da Bottega Veneta (Foto: Reprodução)

 

Fonte: VOGUE BRASIL

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Comments ( 0 )

A Semana de Moda de Paris acabou. Foram mais de 50 desfiles. Nove dias de evento. Duas reestreias cheias de frisson: a de Raf Simmons na Christian Dior e a de Hedi Slimane na Saint Laurent Paris. Muitos looks, acessórios mil e algumas tendências consolidadas.

Em clima de retrospectiva, elegemos as sete peças-chave da temporada turbinadas por dicas para você incluí-las (sem medo de errar e o quanto antes!) em suas produções de todas as horas!

Ranking: 19 desfiles.

Bola da vez: os mais amplos de corte bem reto, com lapela fina ou os sem lapela.

A cara do verão 2013: os de manga curta com decote transpassado.

Coringa: os paletós ajustados ou acinturados, coloridos com modelagem de peplum e bicolores de decote profundo.

No trabalho: vale a pena investir em looks 100% alfaiataria. Uma boa ideia é aliar camisa de seda, calça de corte reto ou saia e paletó. Lembrando que os visuais monocromáticos estão em alta.

No happy hour: use o paletó para dar um up em camisetas, tops, jeans e shorts. E, claro, abuse das bijoux.

Na balada: invista em versões do paletó com mais brilho. Uma dica? Substituir aquela jaqueta que você tanto ama por ele. As minissaias formam uma dupla imbatível ao lado de versões mais compridinhas, tipo boyfriend e são excelentes pedidas para substituir um vestido.

Alerta vermelho: nunca use essa peça sem passar.

Ranking: 14 desfiles.

Bola da vez: os retos, de comprimento nos joelhos e com ombros estruturados.

A cara do verão 2013: os estampados. Aqui, valem prints florais, gráficos e diferentes tipos de xadrez.

Coringa: os esportivos college – uma versão quente da jaqueta college que virou hit no inverno.

No trabalho: com o colete, você consegue reverter toda a ideia do terno para o verão. O duo saia + colete é uma ótima opção. Invista na alfaiataria leve para passar o dia inteiro bem fresquinha.

No happy hour: quebre a monotonia com os modelos utilitários ou esportivos em couro, compondo produções com peças bem coloridas, transparentes e fluídas. Assim você ganha em modernidade no ato.

Na balada: use os alongadinhos, eles são puro glamour. Ficam bem com saias mídi justíssimas e calças bootcut. Usar o colete longo aberto junto de um top com decote valoriza o colo e alonga a silhueta.

Alerta vermelho: coletes curtos combinados a cinturas mais baixas nem sempre caem bem.

Ranking: 13 desfiles.

Bola da vez: quanto mais grosso, melhor. Não tenha medo!

A cara do verão 2013: os arredondados com aplicações metalizadas.

Coringa: o preto de tressê.

No trabalho: opte por modelos em couro e de tons mais sóbrios. Vale aliá-los a paletós, camisas e calças – ou saias – de alfaiataria.

No happy hour: invista em cintos mais trabalhados, com um jogo de cores que levante o seu visual. Bons cintos são quase joias hoje em dia.

Na balada: abrace com tudo os metalizados gigantes e combine-os com peças de silhueta bem alinhada e sexy, seguindo a linha do corselet.

Alerta vermelho: esqueça os modelos de elástico aparente!

Ranking: 11 desfiles.

Bola da vez: as amplas de cintura média.

A cara do verão 2013: as transparentes para usar com bermudinha de cotton, ou hotpants para as mais ousadas.

Coringa: a de alfaiataria reta, combina com tudo.

No trabalho: tente combinar a sua calça cropped com sandálias ou sapatos com tira no tornozelo. O modelo é mais abusado do que o conhecido escarpim e traz modernidade para o look.

No happy hour: as de modelagem reta ou justinhas são mais informais e funcionam muito bem ao lado de tops amplos. Valem os modelos de algodão ou sarja.

Na balada: procure por modelos de tecidos acetinados ou transparentes. Brilho, noite e sensualidade tem tudo a ver.

Alerta vermelho: a calça cropped termina um pouco antes dos tornozelos, e não logo abaixo dos joelhos.

Ranking: 10 desfiles.

Bola da vez: os cheios de aplicações.

A cara do verão 2013: os de efeito tressê.

Coringa: o de couro envernizado.

No trabalho: não tenha medo de excessos. Se seu look for normalmente mais sóbrio, os casacos texturizados de couro são ideais. Aqui, inclui-se os bichos fake tipo cobra e jacaré.

No happy hour: aposte naquele com aplicações de flores de seda e bordados à maquina. Ah! Combine-os com estampas – esse é o novo hype.

Na balada: os com aplicações de pérolas em tecidos metalizados e os mais amplos dão a dose de glamour exata para o seu look.

Alerta vermelho: evite muitas bijoux.

Ranking: 9 desfiles.

Bola da vez: os modelos de cintura baixa.

A cara do verão 2013: as de tons claros, como branco, off-white, nude…

Coringa: as pretas de alfaiataria e cintura altinha.

No trabalho: crie um contraponto à amplitude da baggy com top mais justo e cinto.

No happy hour: o look total oversized é a riqueza entre as mulheres despojadas que preferem tudo largo.

Na balada: o tipo baggy de cintura bem alta fica excelente com tops cropped.

Alerta vermelho: não é todo tipo de corpo que aceita uma calça baggy, do mesmo jeito que ela disfarça, também deixam formas indesejáveis em evidência.

Ranking: 7 desfiles.

Bola da vez: as de linho orgânico bem levinhas e transparentes.

A cara do verão 2013: as acetinadas porque são muito mais fresquinhas.

Coringa: os modelos de chuva, tipo Sherlock, que agora surgiram desconstruídos.

No trabalho: invista nos clássicos de chuva, tipo Burberry, que combinam com tudo e arrematam bem qualquer look. Os tons da vez? Cáqui, marinho, bege e preto.

No happy hour: pense em peças estampadas e fluídas que vão trazer movimento para o seu visual.

Na balada: as capas mais impactantes, por favor. A de verniz rosa da Miu Miu promete ser um grande must-have – mesmo que vá passar a maior parte do tempo na chapelaria.

Alerta vermelho: capas geralmente são longas, mas as que arrastam no chão podem provocar grandes gafes e acidentes.

Fonte: ELLE

moda, modos de usar, como usar, peças-chave, semana de moda de paris, desfiles, looks das passarelas, paletó, alfaiataria, verão 2013, roupa para o trabalho, roupa para a balada, roupa para o happy hour, colete, cinto, cinturão, calça cropped, casaco texturizado, capa, trench coat, pantalona, calça baggy

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Comments ( 0 )

Pérolas, conchas e variações do que se chamou de sea foam – azul-espuma-do-mar, ou azul-bebê – apareceram nos principais desfiles internacional e se tornaram um das tendências mais fortes da temporada. Não à toa, o tom aparece em vestidos da Lanvin e da Miu Miu. Karl Lagerfeld também mergulhou no tema e comandou um desfile repleto de referências submarinas, a começar pelo cenário de sonho da apresentação da Chanel, que recriava as profundezas do mar.

Nos looks, paetês remetem a escamas de peixe, que dão vida a charmosos casaquetos. E detalhe: no cabelo das modelos, muito gel para garantir um aspecto molhado aos fios. Giorgio Armani e Marc Jacobs pegaram carona em tecidos de brilho aquoso e cintilantes. Looks fluidos e transparentes também entram na mira da tendência, como se viu na coleção da Dior. Para aderir, opte por tons claros de azul ou de verde-água.

 

Fonte: Moda Spot

Tags: , , , , , , , , , , ,

Comments ( 0 )
Página 1 de 512345