As roupas têm o poder de deixar qualquer pessoa mais ou menos bonita, não importa o peso ou a idade. E, para garantir que as escolhas sejam bem feitas, o site Female First listou regras para evitar que a roupa seja um erro e cause o pior efeito possível: engordar.

mulhermodaroupasexperimentargetty

Peças de má qualidade
Claro que o bolso agradece, e muito, as roupas das redes fast fashion. Mas, apesar de baratas, elas são de qualidade e caimento duvidosos. Feitas às pressas para chegar as lojas quando a moda estoura, são feitas de tecido ruim e com péssimos acabamentos. Estes podem parecer detalhes sem importância, mas na hora de vestir você terá um look com barras desiguais, por exemplo.

Uma barra torta e um corte mal feito não irão valorizar a silhueta, pelo contrário, irão deformá-la. Por isso, experimente bem a peça no provador, leve o tempo que precisar, mas nunca leve nada para casa que não caia bem e tenha defeitos, mesmo que custe R$ 5.

Roupas de homem são para homens
Todo mundo sabe que a moda masculina é ótima e que alguns itens, como os terninhos e as camisetas, podem ser usados por mulheres, mas aprenda a resistir a essa tentação. Isso porque os homens têm corpo muito diferente das mulheres: não têm seios, cintura, pernas grossas, nádegas, nem quadris. Então, é muito pouco provável que uma roupa masculina valorize as curvas de uma mulher, concorda?

Medidas erradas
Você acha que a roupa cai bem na primeira impressão, mas fique atento aos de que ela não está tão legal assim, como por exemplo: a peça não sobe na cintura, fica muito esticada nos seios, aperta a axila, não permite esticar os braços, deixa a parte baixa das costas à mostra quando senta. O segredo é provar muito bem a roupa na loja, tentar se mexer o máximo possível com ela (sentar, levantar, levantar os braços, dar alguns passos) e garantir que não está incomodando.

Fonte: Terra

Tags: , , , ,

Comments ( 0 )


Consultora de moda mostra que, para cada ocasião, há uma peça que pode transformar o visual das mulheres nos dias mais frios.

Primeiro aconteceu nas passarelas. As coleções brasileiras outono-inverno 2010 desfilaram com muitas meias-calças. Aí as temperaturas começaram a cair um pouquinho e as meias-calças foram para as ruas. “É muito bom que as meias-calças estejam na moda”, diz Glorinha Kalil. “Elas são práticas, são versáteis, mas causam muitas dúvidas”.

As mulheres nas ruas tiram suas dúvida com a consultora de moda do Fantástico:

Qual é o melhor tipo de meia-calça pra quem tem pernas grossas?

Para quem tem pernas grossas, o melhor são as meias-calças escuras: pretas, marinho, café, qualquer uma delas. Escura diminui.

Meia-calça está na moda para qualquer idade, ou eu vou ter de segurar minha onda para usar meia-calça?

Não precisa segurar a onda. Pode usar tranquila. Meia-calça vai bem para todas as idades. Pode ser lisa, pode ser xadrez, pode ser rendada, depende do seu estilo.

Meia arrastão: pode usar de dia?

Jovens têm usado essas meias arrastão pretas até com aquele shortinho jeans, com botina, com coturno. Fica muito bonitinho. Agora, normalmente ela fica melhor de noite, especialmente as pretas.

Possibilidades infinitas
As dúvidas são muitas, porque as possibilidades são infinitas. Dá para usar meia-calça com saia no joelho, com mini-saia, com vestidinho. Dá para usar em forma de legging ou fusô, sem os pés, com sapatilhas, com saltinho ou com saltão. Basta trocar de meia-calça e você muda de roupa.

Glorinha explica: “Eu estou com uma roupa bem neutra: um paletó e uma saia e com as meias pretas escuras, bem opacas. Agora, suponha que eu seja convidada por uma amiga para ir almoçar e que eu queira deixar o meu visual mais leve. O que eu faço? Ponho uma meia-calça colorida, ou uma de bolinha ou bem esportiva, como essa xadrez”.

Meia-calça no coquetel
“Imagine que o convite seja para um coquetel no fim do dia ou uma exposição. O que fazer? Eu vou querer uma coisa mais leve, mais transparente. É também a boa hora para a meia arrastão”, indica Glória Kalil.

O que usar na balada?
“Agora é ir para a balada. Barzinho com amigos, e eu quero fazer a minha roupa ficar bem divertida. O que eu escolho? Uma meia calça estampada. No caso, de onça, a mais divertida de todas”, diz Glorinha.

Meia e legging
“Tem um jeito de deixar essa roupa ainda mais sofisticada? Tem. Com um legging rendado. Outra opção é uma meia arrastão transparente com muito brilho. A roupa se transforma em várias só por causa da mudança de meias”, aponta a consultora.

Visto Fantástico

Tags: , , , , , , , , , , ,

Comments ( 1 )

O verão já está nas vitrinas e nas revistas de moda. Com isso, mulheres de todo o Hemisfério Sul observam com olhar interessado o que os estilistas propõem para os próximos meses. Estampas selvagens, cores neon e peças de alfaiataria figuram entre os objetos de desejo para a estação do calor.

Aqui, diversos estilistas dão dicas do que estará em alta na próxima estação. Aproveite!

::: De todas as tendências deste verão, sem dúvida a que mais tem a ver com as brasileiras é a das flores. Estampas grandes, miudinhas e até carregadas de folhagens são a cara do calor nacional. E, já que prints e aplicações dão tom, as peças são mais discretas quanto à construção.

::: Estilistas apresentaram em suas coleções peças em tons fluo, os queridinhos deste verão. Muito já se viu deles em outras estações, mas a ordem agora é brilhar cada vez mais, seja com um peça principal, seja apenas como um ponto de luz no look. Para brincar com o clima dos anos 1980, escolha uma ou mais tonalidades e arrase na temporada de calor.

::: Para quebrar a austeridade do look de alfaiataria e garantir um toque mais feminino, vale arredondar as formas, marcar os ombros ou definir a cintura. Drapeados, babados, sobreposições de tecidos e pregas ajudam na tarefa de deixar tudo com jeito de menina.

::: Os biquínis estão cheios de referências sofisticadas, como modelagens e recortes inusitados. As pesquisas de estampas se traduziram em prints selvagens – destaque para zebra, onça e cobra. Se preferir um conjunto liso, invista nos tons fluo, para realçar o bronzeado, ou em cores sólidas, como azuis e verdes

::: Ícone de estilo de todas as décadas, o safári urbano é mesmo um clássico. Entra ano e sai ano, o que se vê nas passarelas e ruas é essa mescla de tons terrosos com outros naturais e estampas de bichos. Tendo a evolução das espécies como foco nesta temporada, a tendência valoriza formas e materiais orgânicos e silhueta mais reta ou levemente ajustada na cintura. Tecidos como algodão, linho e couro dividem o espaço com peças em malhas de bambu repaginadas, que aparecem menos infantis e mais sensuais.

Visto Clicrbs

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Comments ( 0 )
Fotos-brasileira-Thana-Kuhner-conquistou-grife-de-John-Galliano

A brasileira Thana Kuhner conquistou a grife de John Galliano

A brasileira Thana Kuhnen ganhou as atenções do mundo na última temporada de desfiles de alta-costura em Paris ao abrir o desfile da marca Christian Dior. A paranaense de 18 anos foi escolhida pelo próprio estilista da marca, John Galliano, e estava num lugar com o qual milhares de meninas sonham em estar um dia. O curioso é que ela nunca quis ser modelo, pois sofreu a adolescência com os comentários sobre suas longas pernas, que hoje medem 1,22 m. Por insistência da família, aos 15 anos, saiu da cidade de São João, no Paraná, veio para São Paulo, onde fez desfiles das semanas de moda do Rio e de São Paulo, e de lá foi para Nova York, onde morou no ano passado e considera um período de preparação para sua carreira.

Thana, que tem 1,80 m, hoje é modelo de prova exclusiva da Maison Dior e também da marca John Galliano, mora em Paris desde o começo do ano e está aprendendo a falar o idioma do país. Seu nome completo é Arithana Maiade Kuhnen. Aritana sem o ‘h’ é o nome de um cacique importante que ficou marcado no imaginário indígena. “Meus pais escolheram por ser um nome forte”, diz.

Veja as lições de carreira que a jovem aprendeu em tão pouco tempo na profissão:

Personalidade forte – “Meus pais falam que sou mandona e autoritária. Dizem que o nome está se revelando em mim. Mas na verdade sou forte, decidida e elétrica.”

Explorar suas melhores qualidades – “Não queria ser modelo. Tinha pernas bem compridas e as pessoas falavam mal de mim.” Hoje é uma das qualidades mais importantes do trabalho da modelo. No desfile da marca Dior, na temporada de ata-costura realizada em junho, Thana abriu o desfile usando blazer e apenas meias e lingerie embaixo. Outra mudança foi o corte de cabelo, na altura no queixo. “Tinha um cabelão e em Nova York fui orientada a cortá-lo.”

Estar no lugar certo – “Morei em Nova York em 2008 e sempre me falavam que meu lugar era Paris. Porque tenho ar mais mulher, sou elegante e não tenho rosto esquisitinho das modelos que fazem sucesso nos Estados Unidos. E desde o momento em que cheguei à França, as coisas deram certo.”

Aproveitar as oportunidades – “Comecei a fazer provas para o estilista Jean Paul Gaultier e depois para a Dior. A equipe de John Galliano quis me apresentar a ele e então fui contratada. Hoje fico junto da equipe, participo do processo de criação e só de acompanhar isso já vale, é gratificante.”

Manter os pés no chão – “No meio do dia, paramos para almoçar e nessas horas não consigo dimensionar que estou sentada à mesa com John Galliano. Encaro como algo normal, como trabalho.”

Visto no Terra

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Comments ( 2 )