Depois do sucesso do filme que chegou aos cinemas em dezembro, os personagens de Muppets agora vão ilustrar uma nova coleção de Havaianas. A edição limitada traz Kermit, Fozzie, Animal, Gonzo e a charmosa Miss Piggy numa estampa colorida e divertida.

Na nova montagem, Fozzie agora atua com uma banda chamada Moopets, Miss Piggy é editora de moda da Vogue Paris, Animal está em uma clínica em Santa Barbara em tratamento de controle de raiva e Gonzo é um magnata dos encanamentos muito poderoso.

As novas sandálias com os personagens que marcaram a infância de muita gente devem chegar às lojas ainda este mês, e devem custar a partir de R$35,90. Gostou?

 

Foto: Divulgação
Fonte: Revista LUNNA

Tags: , , , , , , , , , , ,

Comments ( 0 )

Até onde pode ir uma fenda? Foi esta pergunta que ficou na cabeça de todo mundo que viu Angelina Jolie pisar no tapete vermelho da pré-estreia de seu novo filme, “Salt”, no Japão. Linda como sempre, ostentava um modelo preto Versace: o detalhe era a fenda enorme, exibindo toda sua perna. Além disso, o modelo de chiffon tinha um amplo decote atrás, já que era praticamente um frente-única. Para contrastar, a gola era alta. Fechando o estilo, coque e um peep-toe. Podemos usar?

Bem, fora do tapete vermelho e das passarelas, o mundo é diferente. “Fendas vertiginosas são para as divas, não para os seres humanos”, ironiza o jornalista de moda Lula Rodrigues. Já a personal stylist Juliana Burlamaqui, explica: “se a mulher tem um bom corpo, de preferência em formato ampulheta (de um oito), que é o corpo da mulher brasileira, ela pode usar uma fenda expressiva. O limite é ver se fica vulgar ou se está elegante”.

O padrão, no caso, é usado apenas para o ambiente profissional: cinco centímetros de abertura. Mas para vestidos de noite (e saias curtas) , a medida é subliminar. No caso do decote, a orientação é que quando a fenda generosa, deve-se evitar. “A exceção fica para o decote na parte de trás, contanto que ele também não seja muito profundo. O limite, novamente, é a vulgaridade”, explica. A medida é acima dos flancos (acima do quadril). Segundo ela, é lá que se acumula a nossa gordura, além do quadril, mais do que na barriga. “Melhor não evidenciar”, alerta.

“A fenda é o truque básico de sedução”, emenda Lula Rodrigues. Para ele, o vestido com fenda é sinônimo da femme fatalle de Hollywood. “E também o decote que vai até o umbigo”, lembra. Lula cita Rita Hayword e Marlene Dietrich. “O dramaturgo e ator Noel Coward, ao apresentar Dietrich em um café, disse a máxima: ‘sensualidade é uma questão de iluminação.”

Visto GNT

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , ,

Comments ( 0 )
Inaugura hoje, no espaço Cinemark do shopping Iguatemi, em São Paulo, a mini exposição com os trajes e acessórios do filme “Coco Avant Chanel” (Coco Antes de Chanel), cujas peças aparecem no final do filme e foram emprestadas pelo Conservatoire Chanel de Paris. O filme, da diretora Anne Fontaine, narra a história de Gabrielle Chanel – a mulher que revolucionou a moda feminina nos anos 1920 – antes de ela se tornar este ícone de moda.
Além da exposição, foi lançado nesta última sexta-feira um concurso cujo prêmio será uma viagem de quatro dias a Paris, com direito a acompanhante e a visita ao apartamento onde viveu a estilista, na rue Cambon. Para participar, basta escrever um pequeno texto de, no máximo, dez linhas sobre a frase “Chanel é antes de tudo um estilo. A moda muda. O estilo permanece”, de autoria da própria mademoiselle. O prazo de inscrição vai até o dia 08 de novembro, com resultado no dia 24 do mesmo mês.
Para maiores informações, acesse www.iguatemisaopaulo.com.br.

coco-avant-chanel

Inaugura hoje, no espaço Cinemark do shopping Iguatemi, em São Paulo, a mini exposição com os trajes e acessórios do filme Coco Avant Chanel” (Coco Antes de Chanel), cujas peças aparecem no final do filme e foram emprestadas pelo Conservatoire Chanel de Paris. O filme, da diretora Anne Fontaine, narra a história de Gabrielle Chanel – a mulher que revolucionou a moda feminina nos anos 1920 – antes de ela se tornar este ícone de moda.

coco_chanel

Além da exposição, foi lançado nesta última sexta-feira um concurso cujo prêmio será uma viagem de quatro dias a Paris, com direito a acompanhante e a visita ao apartamento onde viveu a estilista, na rue Cambon. Para participar, basta escrever um pequeno texto de, no máximo, dez linhas sobre a frase “Chanel é antes de tudo um estilo. A moda muda. O estilo permanece”, de autoria da própria mademoiselle. O prazo de inscrição vai até o dia 08 de novembro, com resultado no dia 24 do mesmo mês.

Para maiores informações, acesse www.iguatemisaopaulo.com.br

fonte: www.tanavitrinetanacea.com.br

Tags: , , , , , , , , , ,

Comments ( 1 )
A edição de novembro da revista ‘Vogue’ reuniu em um ensaio musas das artes de várias épocas. Na capa, Nicole Kidman, Kate Hudson, Penelope Cruz, e Marion Cotillard aparecem juntas, e dentro da revista, acompanhadas de Judi Dench, Fergie e Sophia Loren, na foto feita por Annie Lebovitz em fevereiro.
As atrizes, que estão no filme “Nine”, falam sobre a carreira e filhos, no maior bate-papo entre amigas.
Penélope Cruz fala sobre sobre diminuir o ritmo de trabalho e revela que se acha sortuda por não ser parecida com suas personagens. “Eu estaria morta se me identificasse com elas. Trabalho desde os 17 anos sem parar. Quero balancear isso melhor. Ao invés de fazer três ou quatro filmes por ano, faço um só”.
A atriz revela que ela e Kate Holmes tem uma paixão em comum: a comida. “Ela adora comer, nossos jantares são longos, umas quatro horas. Estamos malhando para não nos sentirmos culpadas”, ri.
Nicole Kidman diz que foi difícil voltar ao batente depois do nascimento de Sunday Rose. “Não queria trabalhar depois que tive minha filha, mas esse filme me trouxe de volta”.

A edição de novembro da revista Vogue‘ reuniu em um ensaio musas das artes de várias épocas. Na capa, Nicole Kidman, Kate Hudson, Penelope Cruz, e Marion Cotillard aparecem juntas, e dentro da revista, acompanhadas de Judi Dench, Fergie e Sophia Loren, na foto feita por Annie Lebovitz em fevereiro.

Nicole Kidman, Kate Hudson, Penelope Cruz, e Marion Cotillard , Judi Dench, Fergie e Sophia Loren, vougue

As atrizes, que estão no filme Nine“, falam sobre a carreira e filhos, no maior bate-papo entre amigas.

Penélope Cruz fala sobre sobre diminuir o ritmo de trabalho e revela que se acha sortuda por não ser parecida com suas personagens. “Eu estaria morta se me identificasse com elas. Trabalho desde os 17 anos sem parar. Quero balancear isso melhor. Ao invés de fazer três ou quatro filmes por ano, faço um só”.

A atriz revela que ela e Kate Holmes tem uma paixão em comum: a comida. “Ela adora comer, nossos jantares são longos, umas quatro horas. Estamos malhando para não nos sentirmos culpadas”, ri.

Nicole Kidman diz que foi difícil voltar ao batente depois do nascimento de Sunday Rose. “Não queria trabalhar depois que tive minha filha, mas esse filme me trouxe de volta”.

capa-revista-vougue-novembro

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Comments ( 1 )
Já podemos comemorar. As gravações do segundo filme originado da série ‘Sex & The City’ já estão acontecendo, no Upper East Side, em Nova York. E graças à rapidez do mundo virtual, a gente já pode ver algumas fotos das cenas.
É claro que já observamos os modelitos e podemos fazer alguns comentários sobre Carrie Bradshaw e companhia.
Há alguns dias elegemos a personagem de Sarah Jessica Parker como a mais elegante do mundo das séries. Comentamos, inclusive, sobre sua paixão pelos sapatos de Manolo Blahnik. O criador dos caríssimos calçados foi citado na série inúmeras vezes. Pois é, mas parece que Carrie arrumou um novo queridinho para os pés.
Na foto abaixo, Carrie foi flagrada com um Christian Louboutin, o famoso sapato de solado vermelho. Seria um adeus a Manolo? Teria a personagem renovado o guarda-roupa após se casar com Mr. Big?
Não importa. O que realmente importa é que Carrie continua dando um show de moda. A bolsinha-carteira dourada é da Chanel e combinou perfeitamente com o vestido branco soltinho e acinturado.
Outro flagra que tivemos o prazer de ver foi Sarah Jessica Parker gravando com um visual bem oitentista. Cabeleira rebelde e ombros de fora não deixaram dúvida de que se trata de um flashback, possivelmente da chegada de Carrie a Nova York. Veja:
A figurinista da série/filme, Patricia Field, está de parabéns.
A gente mal pode esperar para ver a estreia de ‘Sex & The City 2?, de Michael Patrick King, que deve ser lançado em maio de 2010.

Já podemos comemorar. As gravações do segundo filme originado da série ‘Sex & The City’ já estão acontecendo, no Upper East Side, em Nova York. E graças à rapidez do mundo virtual, a gente já pode ver algumas fotos das cenas.

 Sarah Jessica Parker-sex and city 2

É claro que já observamos os modelitos e podemos fazer alguns comentários sobre Carrie Bradshaw e companhia.

Há alguns dias elegemos a personagem de Sarah Jessica Parker como a mais elegante do mundo das séries. Comentamos, inclusive, sobre sua paixão pelos sapatos de Manolo Blahnik. O criador dos caríssimos calçados foi citado na série inúmeras vezes. Pois é, mas parece que Carrie arrumou um novo queridinho para os pés.

Na foto abaixo, Carrie foi flagrada com um Christian Louboutin, o famoso sapato de solado vermelho. Seria um adeus a Manolo? Teria a personagem renovado o guarda-roupa após se casar com Mr. Big?

Não importa. O que realmente importa é que Carrie continua dando um show de moda. A bolsinha-carteira dourada é da Chanel e combinou perfeitamente com o vestido branco soltinho e acinturado.

Outro flagra que tivemos o prazer de ver foi Sarah Jessica Parker gravando com um visual bem oitentista. Cabeleira rebelde e ombros de fora não deixaram dúvida de que se trata de um flashback, possivelmente da chegada de Carrie a Nova York. Veja:

 Sarah Jessica Parker- sex and the city 2

A figurinista da série/filme, Patricia Field, está de parabéns.

A gente mal pode esperar para ver a estreia de ‘Sex & The City 2?, de Michael Patrick King, que deve ser lançado em maio de 2010.

fonte: www.tanavitrinetanacea.com.br

Tags: , , , , , , , , , , , , ,

Comments ( 0 )

Fotos-corpo-Gianne-Albertoni-ex-top-modelPara comemorar seu primeiro aniversário no Brasil, a revista “Maxim” traz um ensaio sensual de 15 páginas com Gianne Albertoni. Aos 28 anos, a ex-top diz que está animadíssima com a profissão de atriz (ela faz uma femme fatale no filme “Muita calma nessa hora”, de Felipe Joffily ) e de apresentadora de TV. E diz que não se arrepende de ter se afastado das passarelas internacionais.

– Foi um aprendizado na minha vida, mas não sinto falta, não. A melhor época da vida é a que estamos vivendo – diz. – E você pode se programar na vida para as coisas acontecerem, mas a dinâmica dos acontecimentos tem vida própria, não dá para controlar tudo – filosofa.

Visto no O Globo

Tags: , , , , , , , , , , , ,

Comments ( 0 )
Fotos-modelo-russa-Anne-Vyalitsyna-nova-conquista-de-Leonardo-DiCaprio

Modelo russa, Anne Vyalitsyna, é a nova conquista de Leonardo DiCaprio

O ator Leonardo DiCaprio somou mais uma musa das passarelas à sua lista de conquistas. Segundo o tablóide inglês The Sun, ele está namorando a modelo russa Anne Vyalitsyna.

Os dois se conheceram enquanto DiCaprio rodava o filme de ficção científica Inception, em Londres, mês passado.

DiCaprio levou o novo affair à Ibiza, onde curte férias. Eles foram vistos em boates e restaurantes na última semana.

Segundo uma fonte, o ator agora só tem olhos para Anne. “Eles não tiram as mãos um do outro”.

Depois de terminar o longo namoro com a top Bar Refaeli, DiCaprio teve um rápido romance com a atriz Cameron Diaz e a dançarina Ashley Roberts (do grupo Pussycat Dolls).

Antes, ele namorou as modelos Gisele Bündchen e Monica Hansen.

Visto no site Terra

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Comments ( 2 )

Lua Nova” é a história traduzida em roupas e acessórios pela Nordstrom

Pôster do Filme Lua Nova - Crepúsculo

Pôster do Filme Lua Nova - Crepúsculo

23/07/2009
Uma coleção exclusiva de roupas e acessórios inspirada no segundo livro da saga Crepúsculo será lançada pela marca Nordstrom. As peças desta continuação, que se chama “Lua Nova” e vai estrear nos cinemas brasileiros no dia 20 de novembro, estarão à venda em outubro.
No dia 1º, a coleção vai estar disponível em um hotsite, enquanto nas lojas, os itens chegam a partir de 15 de outubro.
Vampiros e lobisomens disputam estampas
Camisetas, regatas e jaquetas resgatam o enredo do romance, no qual a jovem Bella Swan se vê no meio de uma batalha entre vampiros e lobisomens. Assim como Bella, os protagonistas Edward Cullen, um vampiro, e Jacob Black, um lobisomem, ganharam suas respectivas logotipias. Frases como “Aposto que você não consegue ler minha mente” também viraram estampas.
Nas pulseiras e colares, o dilema de Bella é enfatizado em declarações feitas em pingentes de coração, com frases como “Eu amo Edward” e “Eu amo Jacob”. Lobos, a lua, a motocicleta de Jacob e a camionete de Bella também foram representados nos acessórios, que incluem brincos e chaveiros.
A seguir, confira o trailer do filme que ainda está em produção, mas já consta entre as próximas atrações do Cinemark:

Uma coleção exclusiva de roupas e acessórios inspirada no segundo livro da saga Crepúsculo será lançada pela marca Nordstrom. As peças desta continuação, que se chama “Lua Nova” e vai estrear nos cinemas brasileiros no dia 20 de novembro, estarão à venda em outubro.

No dia 1º, a coleção vai estar disponível em um hotsite, enquanto nas lojas, os itens chegam a partir de 15 de outubro.

Coleção Lua Nova - Crepúsculo

Coleção Lua Nova - Crepúsculo

Vampiros e lobisomens disputam estampas

Camisetas, regatas e jaquetas resgatam o enredo do romance, no qual a jovem Bella Swan se vê no meio de uma batalha entre vampiros e lobisomens. Assim como Bella, os protagonistas Edward Cullen, um vampiro, e Jacob Black, um lobisomem, ganharam suas respectivas logotipias. Frases como “Aposto que você não consegue ler minha mente” também viraram estampas.

Coleção Lua Nova - Crepúsculo

Coleção Lua Nova - Crepúsculo

Nas pulseiras e colares, o dilema de Bella é enfatizado em declarações feitas em pingentes de coração, com frases como “Eu amo Edward” e “Eu amo Jacob”. Lobos, a lua, a motocicleta de Jacob e a camionete de Bella também foram representados nos acessórios, que incluem brincos e chaveiros.

A seguir, confira o trailer do filme que ainda está em produção, mas já consta entre as próximas atrações do Cinemark:


YouTube  – Vídeo do filme “Crepúsculo 2”

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Comments ( 0 )

Foto-Coco-Chanel-moda-FilmeDesde que foi anunciado, os interessados estão formigando de ansiedade para ver “Coco avant Chanel“, filme biografia que mostra a fase de aprendizado da estilista, estrelado pela também adorada Audrey “Amelie Poulain” Tatou. Este frenesi e as mudanças de data de estreia (a última que se tem notícia é 30 de outubro no Brasil) fez pipocar notícias e declarações de amor para a grande estrela da moda, aquela que, se não é unanimidade, é a que mais se aproxima disso. E nem estou falando da marca Chanel, aquela muito bem mantida pelo estilista Karl Lagerfield desde 1983 e que é um exemplo de longevidade em uma grife.

Não, estou falando da estilista Chanel, que viveu em uma época em que a marca ainda não possuía o poder de hoje em dia, mas sim a figura do criador, numa relação que aproximava o costureiro dos artistas. No entanto, mesmo sendo ídolo máximo do campo da moda, Chanel é uma figura interessante para toda a história da cultura do século XX. Isso porque ela não apenas pensava em costurar para a elite socioeconômica da França, não, Chanel no fundo costurava para si mesma. Audaciosa, faladeira, e boa de marketing pessoal, além de um histórico de heroína, é uma figura fácil de ser romantizada – me surpreende os poucos filmes e livros.

De família pobre, quando tinha seis anos perdeu a mãe e ficou com mais quatro irmãos aos cuidados do pai, que por trabalhar muito, manteve as meninas em um orfanato. Logo, Gabrielle Bonheur Chanel começou a trabalhar cantando em cabarés, época em que recebeu o apelido Coco. Como a grande maioria das mulheres pobres, costurava (lembrando que o comércio de roupa pronta, como magazines, ainda não era popular). Começou fazendo chapéus e só depois, abriu uma maison.

Mas o sucesso entre as mulheres abastadas não se deu de uma hora para outra – Coco foi inserida na alta roda parisiense por um militar milionário, além de ter tido outros amantes idem – suas primeiras lojas foram financiadas por um jogador de pólo com quem teve um caso. É inegável que houvesse talento na jovem estilista, mas não só para construir e criar peças novas, mas um talento para se relacionar com as pessoas certas, o que em qualquer meio social é meio caminho andado para influenciar as pessoas.

De certo, as criações de Chanel causavam estranhamento nas damas de porte aristocrático. Para entender porque a insistência no “rótulo de gênio”, antes de descrever as imagens criadas por ela, tente imaginar uma típica mulher milionária da época: apertadas em corsets, com metros e metros de sedas e rendas, cabelos muito longos e ornamentados e muitas joias verdadeiras, impedidas de se movimentarem com naturalidade. Menos alienada a acontecimentos sociais, consciente dos avanços na emancipação feminina e da velocidade que a industrialização propunha para o consumo, amiga de artistas influentes e legitimados entre os ricos, como Picasso e Jean Cocteau, tomou para si o espírito de simplicidade e liberdade da época e aplicou em suas peças.

Assim, Chanel pode ser considerada a criadora do traje casual – propôs malhas e brim (tecidos considerados rústicos), calças de montaria para as mulheres (cavalgar de saia era uma ideia mesmo estúpida), combinações de saias mais curtas, inspiradas nos trajes masculinos (e eternizados como tailleurs), bolsas com correntes (para a mulher ter a mão livre, assim pode segurar o cigarro, hábito que crescia entre as garotas), chapéus práticos, sem tantas plumas e pedrarias (os grandes chapéus eram usados para evitar que o sol queimasse o rosto das mulheres europeias, já que a pele branca era sinônimo de status, mas Chanel não se importava e aparecia coradinha, de chapéu pequeno), bijuterias (os metros de pérolas falsas estavam ao alcance de todos) e, acima de tudo, o “pretinho básico”, adequado, bonito e prático.

Isso tudo não é apenas uma reunião de exemplos de objetos de desejo, não. Nessas criações, e principalmente na aceitação que tiveram – não basta criar, as pessoas têm que usar – é possível perceber um momento histórico, em que a burguesia aumentava seu poder de consumo cada vez mais, a mulher era necessária no mercado de trabalho e autorizada a frequentar espaços sociais e não só a vida doméstica, o esporte e as atividades de lazer passam a ser rotineiros para essa nova classe abastada e o costureiro passa a ser tão importante quanto quem veste sua criação. Chanel soube usar tudo isso e divulgou o conceito de “estilo é o que permanece”, o que se desenvolve para a nossa atual ideia de marca. A criação fora de contexto é mero produto, o que não acontece aqui.

E ainda provou que não era da boca pra fora: nos anos 50, quando andava apagada por causa de problemas durante a Segunda Guerra Mundial – acusada de colaborar com alemães, de manter um relacionamento com um oficial nazista, acabou presa, uma história ainda mal contada – o estilista da vez era Christian Dior, com uma proposta oposta a de Coco, a de restaurar os ares de nobreza da mulher depois de difíceis tempos de racionamento e trabalho. Mas, obstinada e cheia de certezas que era, aproveitou o seu estilo e recriou sobre suas formas básicas, atingindo grande popularidade novamente e conseguindo apoio de uma garota propaganda de dar inveja, aquela tal de Marilyn que tinha o hábito de dormir só de perfume.

Você pode se interessar mais pela vida cheia de amores e desaforos de Coco, ou pela intuição e ousadia da estilista Chanel, tanto faz. O filme pode trazer muitas verdades ou apenas fantasiar sobre alguém que muito fantasiou sobre si mesma. Tanto faz também. É sempre bom ter uma referência com tantas importâncias quanto essa. E tomara que não adiem o filme.

Por Priscila Rezende

Visto no A Capa

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Comments ( 4 )

Fotos-Emma-Watson-look-moda-com-estilo-filme-Harry-Potter

Dessa vez, quem abalou multiplamente os red carpets locais, foi Emma Watson e todo seu charme parisiense. Por mais lindo e revelador que o longo Ossie Clark estava, o modelito Christopher Kane e o sapato Charlotte Olympia faturaram o look da semana!

Confesso que nunca li, sequer assisti Harry Potter, mas não é preciso ser fã do filme, pra ser fã de Emma Watson. A menina que cresceu aos olhos do públicos, com seus 19 anos já mostra um ótimo bom senso estético e se afirma como queridinha dos fashionistas e do povo em geral.

Fotos-emma-watson-Filme-Harry-Potter-Historico

Emma (nascida em Paris) foi eleita garota-Channel, rosto da marca e talvez um expoente para seus futuros clientes. A menina certamente é símbolo de sua renovação.

Fotos-emma-watson-garota-channel

Emma tem classe, nenhuma afetação e um notório bom gosto. Gosta de peças atemporais e não arrisca muito nas cores. Figurinha carimbada dos principais desfiles do eixo NY-Paris, sua veia fashionista (tem sinônimo pra essa palavra?) nutre por estilistas como Rodarte, Christopher Kane e obviamente, Chanel! E de quebra ainda é garota propaganda da Burberry, num simpático editorial onde ela revela sua porção modelo.

Fotos-emma-watson-garota-propaganda-Burberry

Seu streetstyle é uma mistura de pós-adolescente, que não abandona a sapatilha, mas que às vezes sobe no salto alto. A cartela de cores varia do cinza, passando do branco e chegando ao preto. Avessa ao excesso badalativo, dizem que Emma entrará numa das mais prestigiadas universidades americanas da Ivy League, que pra se ter idéia, nem Blair Waldorf conseguiu entrar.

Fotos-emma-watson-looks-vestidos-de-festa

Mas são nos eventos de moda e afins que Emma se revela, nunca optando pelo básico, mas sempre escolhendo o mais edgy com muita segurança. A moça sabe lidar muito bem com a high fashion, que cai como uma luva na sua beleza exótica. Emma Watson nos traz aquele frescor nada óbvio, muita feminilidade e um quê de mistério. Não é à toa que é nossa musa da semana!

Visto no Fashionismo

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Comments ( 2 )