Ivete Sangalo entende de moda festa, em sua versão mais animada nos palcos e no topo dos trios que comanda a cada Carnaval. Depois de se lançar como vocalista da Banda Eva, a cantora nascida em Juazeiro, na Bahia, firmou seu nome no cenário musical brasileiro com a carreira solo deslanchada pelos hits do álbum homônimo, lançado em 1999.

Desde então, são mais de 16 anos de sucessos e empolgação nos palcos e nos trios que comanda a cada edição da festa anual em Salvador. O histórico fashion é marcado pelos figurinos brilhantes em cada parada das turnês (nacionais e internacionais). Em cima dos trios, as produções ganham potência elevada de diversão com fantasias sempre temáticas, assinadas por estilistas e etiquetas que acompanham a cantora.

Sangalo conta com aproximação cada vez maior com a moda: já levou criações de etiquetas brasileiras como Cia. Marítima, Martha Medeiros, Printing e Patricia Bonaldi, entre outras, aos palcos além de riscar o tapete vermelho e ganhar as telas em aparições marcantes com labels internacionais como Givenchy, Mugler e Versace.

Unindo o universo do Carnaval e da moda, Ivete contou com aparição sensação em 2015 no Baile de Gala e Fantasia da Vogue com look custom made por Sandro Barros de valor estimado em R$ 46 mil. O vestido inspirado em Maria Antonieta levou cerca de 790 horas para ficar pronto, trabalhadas por um time de 11 pessoas liderado pelo expert em moda festa.

Nos palcos, a receita de sucesso para o figurino é formada por bodies cravejados de pedrarias e bordados que garantem brilho extra à energia da cantora. Para a turnê mais recente, ela desfilou uma sucessão de peças assinadas por Davidson Zanine, criados sob supervisão da stylist Patricia Zuffa.

Em antecipação ao Carnaval 2017, relembre nas imagens produções marcantes já desfiladas pela estrela ao longo dos anos.

Fonte: Vogue

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Comments ( 0 )

alberta-ferretti-inverno-2017-veludo

O veludo molhado foi hit nos anos 80 e saiu de cena por algum tempo. Porém, nesta temporada internacional de inverno 2017, ele se consagra como tendência suprema e absoluta da estação.

elie-saab-inverno-2017-veludoRoland Mouret, inverno 2017 (Foto: Imax)

roland-mouret-inverno-2017_2Roland Mouret, inverno 2017 (Foto: Imax)

diesel-black-gold-inverno-2017-veludoDiesel Black Gold (Foto: Imax)

 

nina-ricci-inverno-2017-veludoNina Ricci (Foto: Imax)

mugler-inverno-2017-veludoMugler, inverno 2017 (Foto: Imax)

roberto-cavalli-inverno-2017-veludoRoberto Cavalli, inverno 2017 (Foto: Imax)

Fonte: Vogue

Tags: , , , , , , , ,

Comments ( 0 )

Depois de incontáveis desfiles, a temporada internacional de verão 2013 terminou. Nova York, Londres, Milão e Paris já decretaram quais serão as tendências da temporada mais quente do ano. Aqui, reunimos as melhores propostas que surgiram nas passarelas do Hemisfério Norte. Confira:

Shape da vez

A assimetria foi destaque nos desfiles de marcas como Mugler, Lanvin, BCBG Max Azria e Emporio Armani. Recortes estratégicos ganharam pegada esportiva, como na passarela de Antonio Berardi, ou toque hipersensual – exemplo perfeito são as criações de Donatella Versace.

A década da vez

A temporada de verão 2013 revive os anos 1960 em tubinhos, saias de silhueta A, cores vivas e muitas estampas. Em Nova York, calças cigarretes, casaquinhos e decotes canoa brilharam na passarela de Oscar de La Renta. Já em Paris, diversas marcas revisitaram o mood da época, como Givenchy, Paco Rabanne e Chloé.

As cores da vez

Não teve pra ninguém: a clássica e tradicional dupla preto e branco reinou absoluta nos desfiles internacionais. O duo apareceu em contraponto a cores vivas e tons metálicos em quase todas as coleções da temporada. Miuccia Prada foi uma das estilistas a apostar na combinação, que ganhou inspiração oriental na passarela de Milão.

As estampas da vez

Esqueça os florais característicos da estação: as padronagens geométricas vão invadir o verão no Hemisfério Norte. Marc Jacobs, à frente de sua marca homônima e da Louis Vuitton, explorou a tendência como poucos, e listras e xadrez foram protagonistas de suas novas coleções. A tendência também remete à década de 1960, época em que as estampas foram hit no mundo da moda.

O acessório da vez

As gladiadoras estão de volta e de visual repaginado. Escarpins e sandálias da estação ganharam fivelas e aplicações em modelos supelongos, que seguem até a altura dos joelhos. O acessório ganhou visual ultrafetichista com minivestidos, como na passarela da Versace, ou toque moderno e futurista, como visto no desfile de Alexander Wang.

Fonte: MODA SPOT

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Comments ( 0 )