Desde a ascensão de marcas como Vetements e Off-White, o jeans não sai das passarelas, presente nos desfiles de todas as grandes grifes e não apenas naquelas que têm o street como core. Mas, se até a temporada passada, o material aparecia predominantemente em opções mais lisas, sem grandes emoções ou invencionices de lavagens, o denim agora assume a versão acid wash – unindo o mood oitentista (década na qual tal efeito desbotado ganhou as ruas) ao clima californiano, uma das maiores tendências da estação.

“Apesar do nome acid wash, dado pela aparência desbotada de ácido, a lavagem era feita com água sanitária. Hoje, é usado um reagente químico (o permanganato de potássio), que age manchando a peça de branco”, explica Flavia Rotondo, estilista da TwoDenim, grife que apostou na tendência para seu inverno 2019, desfilado na última edição do SPFW. “É um processo feito manualmente, com o auxílio de um rolinho, o que torna cada calça ou jaqueta única.” O clima 80’s também dá o tom da modelagem, que aparece mais volumosa em calças clochard ou aladim.

O efeito manchado também pode ser visto e feito através da técnica tie-dye. A proposta apareceu no verão 2019 da Dior, em peças com borrões abstratos e caleidoscópicos. “O tie-dye surgiu fora das esferas da moda convencional. Ao incorporá-lo à coleção, pude jogar com sua identidade múltipla, combinando tradição e inovação, artesanato e cultura popular”, diz Maria Grazia Chiuri, diretora artística da maison. Para a estilista, o fato de o resultado ser uma surpresa faz o processo ser mágico. “Gosto da ideia do inesperado do tie-dye, mas especialmente pelo o que representa: me permite celebrar a natureza e sua força simultaneamente caótica e racional.”

Precisando de algo que dê um up imediato no seu tricô favorito ou camiseta branca de todo dia? Seja em versão mais discreta, como as calças quase que completamente desbotadas da Dior, ou bem exagerada, caso do macacão de Stella McCartney desfilado por Kaia Gerber, o acid denim wash é um daqueles curingas que surgem a cada temporada para quem procura algumas boas (e poucas) peças statement.

 

Fonte: VOGUE

 

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Comments ( 0 )

A cada estação novos acessórios caem nas graças dos fashionistas. Nesta temporada de outono/inverno, as novidades já estão despontando.

Natural

Materiais como ráfia e palha tecida trazem instantaneamente uma vibe natural para qualquer roupa. Estas cores terrosas e texturas naturais ficam ótimas com roupas brancos, mas também funcionam com pastéis e tons neutros mais escuros.

Sandálias minimalistas

 

Sim, elas estão de volta! Sucesso absoluto nos anos 1990 e início de 2000, as sandálias de tiras fininhas em cores neutras voltaram com força total.

Transparências

Injete um mood futurista em seu look com detalhes em PVC cristalino. Maximize o visual sobrenatural com detalhes metálicos e um delineador em uma cor pop inesperada, como verde-azulado ou rosa choque.

Pochetes

A pochete ganha uma vida nova na forma de uma bolsa amarrada na cintura. A onda agora é usar o acessório preso ao tórax para um visual cool estilo street.

Artesanal

Uma das tendências mais prevalentes nesta temporada é o toque artesanal considerado o novo luxo. A tendência artística vem surgindo em toda parte, de bolsas a brincos.

 

Fonte: Hapers Bazaar

Tags: , , , , , , , , , , ,

Comments ( 0 )

É bem verdade que o mês da moda é como uma maratona fashion corrida com salto alto. Tudo acontece muito rápido e nós, que vivemos com o radar ligado, somos bombardeadas por novas fotos, sejam elas do street style ou passarelas. E nessas, conseguimos deduzir – ou pelo menos começar a deduzir – qual será a nova trend favorita das fashionistas. Dito e feito, estamos no terceiro, de quatro destinos do mês da moda, e já sabemos te dizer qual é a maior tendência da temporada.

Depois da presença forte do amarelo, vermelho e dos tons em neon, o marrom tornou-se a estrela da temporada. Em casacos, bolsas, sapatos e até em  produções monocromáticas, a cor que geralmente é neutra e secundária, tomou as rédeas da semana de moda em diversos looks pra lá de fashionistas. Vem se inspirar na mais nova tendência por aqui:

A presença da cor em sobretudos e casacos com textura de vinil e couro foi intensa no street style. Além desse visual, as peles (fake, claro!) e camurças também deram as caras. Complementando looks de tons neutros ou compondo produções monocromáticas. A possibilidade de criar diversas camadas do tom é uma dica esperta pra quando as temperaturas despencarem.

Não importa como você vai escolher coordenar o marrom: em uma estampa, com tons intensos como o vermelho, sozinho ou em uma composição de cores nada óbvias. O importante é apostar na cor que, na verdade, não é nada sem graça e vai ter o poder de agregar elegância e fashionismo a qualquer look.

FONTE: STL

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , ,

Comments ( 0 )

As passarelas dos desfiles de inverno 2019 masculino já anuciaram a estampa que vai dominar na próxima estação: a oncinha. Entre as grifes que apostaram na tendência estão Versace, Celine, MSGM e Marni. O brasileiro João Knorr teve até seu cabelo pintado de onça no desfile de Versace, atraindo todos os holofotes. Ele contou à Vogue que o pedido de estampar os fios foi feito pessoalmente pela própria Donatella.

Casacos longos, jaquetas e calças estampadas ou apenas com detalhes de onça que apareceram nas passarelas transitam facilmente para o guarda-roupa feminino, principalmente em tempos em que a moda genderless ganha cada vez mais adeptos – em Paris, inclusive, acaba de ser inaugurada uma concept store que foca no consumidor que procura roupas sem gênero.

A sugestão para aderir a tendência é fazer um mix de estampas, como na Versace em que o casaco foi combinado com calça de listra verticais P&B; já na Celine, a peça foi usada junto com cachecol de estampa pied de poule. A dica da MSGM para os menos ousados é sobrepor a peça de onça em uma de tom neutro.

 

Fonte: VOGUE

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Comments ( 0 )

PLUMAS EXUBERANTES
Em alta desde que o glamour retrô voltou à moda, há um ano, elas invadem o guarda-roupa festivo. Enquanto no verão 2017 da Prada (grife precursora da tendência), o decorativismo enfeitava looks pijama, ele surge agora de maneira mais exuberante, misturado inclusive com paetês. Quer investir em uma joia poderosa sem “emperuar” a produção? Escolha peças bold de cristal de rocha.

PAETÊ RETRÔ
Siga brilhando! Após dominar o dia a dia em versões que passeavam do boho ao artsy, o paetê reassume sua vocação para a noite. A graça é optar por peças com ares vintage, caso do vestido com modelagem 40’s.

FLORAL OITENTISTA
As flores são “o” print das coleções internacionais e ganham refresh estampando vestidos de mood oitentista – pense em mangas volumosas e microcomprimento. Em versão lavada, a estampa é ótima opção para fugir do branco total no Réveillon. Quem também ressurge é o efeito ruched, conhecido por aqui como franzido, como no vestido Iorane da foto acima.

LAYERING DE PLISSADOS
Nem só de micropeças 80s vive esta temporada de festas: para quem curte um look amplo e fresco, a bola da vez são os vestidos com camadas de plissados, que substituem os babados que foram tendência na estação passada. Valem tanto os brancos quanto os coloridos (perfeitos para as celebrações que antecedem o Natal).

VELUDO DRAMÁTICO
O tecido feminino e confortável segue em alta por mais uma estação, agora protagonizando peças opulentas, vide o vestido da Gucci com plissados dramáticos, uma ótima pedida para atualizar o little black dress. Acessórios em tons metálicos garantem o mood festivo – nos pés, troque o salto fino por um modelo plataforma.

CORSET COOL
Após cruzar a passarela do inverno 2018/19 da Louis Vuitton, o corset promete retorno triunfal à moda – o acessório é truque quente para contrapor vestidos festivos de shapes volumosos. Mas fuja radicalmente de opções que remetem a uma lingerie: o item da vez é mais luxuoso e cool. Dica de styling: é hora de resgatar a meia-calça preta fina, que confere acabamento sofisticado a looks com pernas demasiadamente à mostra.

Fonte: VOGUE

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Comments ( 0 )

Looks esportivos e funcionais, que remetem a um camping em clima glamoroso, invadem a moda – e são perfeitos para os dias de verão na serra ou na cidade

 

Em julho passado, Helena Barbero, buyer das grifes internacionais presentes na multimarcas NK Store, embarcou em uma road trippela Califórnia ao lado do noivo. O ponto alto da viagem foram as três noites em que o casal acampou em meio a um parque em Big Sur – experiência hoje conhecida como glamping, um camping em clima mais glamoroso. “Eram cabanas rústicas, mas superconfortáveis, equipadas com cama, lareira elétrica, mesa para piquenique. E, durante o dia, frequentávamos a piscina, o spa e os restaurantes do hotel do qual elas faziam parte, o Ventana”, conta.

Fundadora da NK Store, Natalie Klein Duek havia passado pela experiência no mês anterior, ao se hospedar com o marido, Tufi Duek, e os filhos no The Other Side, um glamping em North Eleuthera, nas Bahamas. “Você passeia de barco pela ilha durante o dia e, na volta, se depara com sua comida e livros favoritos. Apesar de serem charmosas e bem decoradas, as tendas não possuem blecaute, internet ou televisão. Você tem aquela sensação única de acampar em uma praia deserta. Me desconectei de verdade e meus filhos acharam o melhor ‘hotel’ do mundo!”, conta a empresária.

Na atual busca por um estilo de vida mais slow, que preza a conexão com a natureza para amenizar a velocidade da era digital, o glamping (união das palavras camping e glamour) surge como a viagem perfeita – tendas, yurtis e casas na árvore vêm equipados com quartos e banheiros completos. É possível acampar assim em plena Antártida (fundada pelo explorador Patrick Woodhead, a companhia White Desert oferece até passeios a bordo de jatos Gulfstream para explorar o Polo Sul durante a estadia), em uma savana africana ou no deserto de Marrocos. Na Tailândia, um hotel da rede Four Seasons instalado no Triângulo Dourado (região histórica que faz fronteira com Myanmar e Laos) reúne tendas (com direito a banheira de hidromassagem no deque) em meio a florestas de bambus.

E esse lifestyle vem se refletindo também na moda – alçando a protagonistas da vez peças de mood esportivo e funcional, no melhor estilo explorador. A tendência apareceu com força total no desfile do inverno 2018/19 da Prada: após ter resgatado as bolsas de náilon da grife, hit dos anos 90, Miuccia Prada levou à passarela looks completamente feitos do tecido que lembra barracas de camping. A apresentação marcou também o relançamento da Linea Rossa, a linha esportiva da Prada, que havia sido desativada em meados dos anos 2000. No retorno da label, a grife italiana abusou das evoluções tecnológicas pensadas para performances esportivas, mas em peças feitas para serem usadas em situações urbanas: tecidos regulam a temperatura do corpo por meio de nanotecnologia, e o náilon aparece envolvido em uma membrana finíssima que o torna antivento, impermeável e respirável.

Além do tecido tecnológico, jaquetas e coletes utilitários, puffer jackets e casacos de plástico que remetem a capas de chuva invadiram as passarelas de marcas como Balenciaga e Marni – em looks em sintonia com o athluxury. Até o tênis de trekking ganhou versão fashion: no inverno 2018/19 da Gucci, ele aparece decorado com tiras removíveis de cristais, como no modelo da foto.

Apesar do clima de fim de semana, a tendência faz bonito também no guarda-roupa urbano. Vale trocar o blazer por uma jaqueta de náilon, atualizar o ugly sneaker pela versão com cara de trilha e reviver a calça cargo.

Fonte : VOGUE

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Comments ( 0 )

A estampa de cobra está para 2019 assim como o xadrez esteve para 2018. Direto dos maximalismos dos anos 80, o tem tudo para ser uma das preferidas do ano. O estilo das ruas  – que recentemente trouxe algumas outras tendências controversas como o retorno da bota cowboy e os chinelos de dedo – traz evidências de que a estampa de cobra vai aparecer no futuro próxima em seu guarda-roupa, seja num detalhe de acessório para as discretas ou numa maxicapa para quem não teme peças-statement.

Entre os mais diferentes tipos de produção, o print aparece em peças que garantem a solidez da tendência como botas de couro, mini saia, calças e vestidos de tecidos nobres e fluidos.

Navegar a tendência pode parecer complicado. Quem prefere testá-la em doses homeopáticas, o trunfo está no mix de tons terrosos comuns à maioria das reproduções de peles de cobra. Aproveite a sobriedade das cores e adicione o snake print ao look com acessórios como uma sandália, ankle boot ou bolsa.

Outra forma de adotar – dessa vez de forma mais impactante – é apostando na estampa de cobra como terceira-peça, em trench-coats, blazers ou capas. Vale também dar pitadas de cor com acessórios em pele de cobra mas com cor de fundo neon. Outra opção é combinar o print nos tons tradicionais com peças mais acesas. Inspire-se nas imagens a seguir e divirta-se.

 

Fonte: MARIE CLAIRE

Tags: , , , , , , , , , , , , , ,

Comments ( 0 )

Sinônimo absoluto de glamour e elegância, o animal print deixou de ser uma tendência temporal e, hoje, é considerado um item clássico do guarda-roupa feminino – assim como o “pretinho básico”.  Sucesso entre as divas do cinema da década de 1950, como Marilyn Monroe e Brigitte Bardot, e nos anos 1980, as padronagens inspiradas na pele dos animais surgem na estética tradicional e em um mix de cores inusitado. O segredo é sempre inovar! Nas passarelas, ele vem mostrando sua versatilidade e todo o seu lado moderno, graças às interpretações cheias de frescor e personalidade feitas pelos diretores criativos.

Definitivamente, a mais queridinha da família é a oncinha. Ela foi adotada como indispensável por marcas como Dolce&Gabbana que, desde o final da década de 80, usa a padronagem em suas peças superfemininas e marcantes. Já as grifes que têm a estética mais simples e minimalistas em seus DNAs levaram a estampa felina para itens que protagonizam com elementos neutros e com ar boyish, como Dries van Noten e Victoria Beckham. A italiana Bottega Veneta explorou tons mais lavados com contraste em preto para visuais poderosos.

A zebra também surge em propostas com linhas grandiosas e em diferentes texturas. No Fall 2013 da Tom Ford, um longo coberto por paetês em preto e branco com brilho ousado. A Roberto Cavalli trouxe uma versão leve e fluída para seu vestido com fenda e pequenos plissados na saia, com recortes retorcidos na cintura, deixando pele em evidência. Além das linhas, a Calvin Klein investiu no padrão que remete pelos.

E as manchas felinas parecem ter dominado o Spring 2019! A Baja East apresentou um caminho cool que leva o animal print para looks urbanos, em uma brincadeira de alfaiataria + t-shirt + tênis. Na Tom Ford, um toque mais provocante e elegante na medida. Para a Calvin Klein, o diretor criativo Raf Simons optou por um modelito com franzidos localizados, que dão um efeito interessante à estampa.

Entre formas tradicionais e novas, o que vale é sempre escolher o tipo que combina com você!

 

FONTE: FASHION HITS

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Comments ( 0 )

De uns tempos para cá os pijamas invadiram o street style – sim, você leu certo! Peças que simulam as roupas de dormir chegaram com tudo aos outfits para reforçar a tendência comfy tão presente nos looks atuais e deixar o resultado muito mais despojado. Conjuntinhos, camisas delicadas e, principalmente, o slip dress, roubaram a cena e prometem deixar o look com um toque sexy.

O slip, por exemplo, sai do homewear para se tornar um dos itens favoritos das fashionistas que prezam por peças descomplicadas. Ele ganha espaço no office look combinado à blazers mas também garante o resultado glam da balada com sandálias poderosas e mix de acessórios. Ainda não sabe como colocar em prática? Selecionamos algumas inspirações aqui:

 

Fonte: STEAL THE LOOK

Tags: , , , , , , , , , , , , ,

Comments ( 0 )

O poá foi, definitivamente, a estampa protagonista deste verão. A print invadiu o street style e deixou todos os outfits com muito mood french girl. Com inspiração vintage dos anos 60, a estampa de bolinha, também conhecida como polka dots, é febre em looks tropicais e fresh. Mas se você acha que a padronagem só se restringe à composições com pegada girlie, está enganada! É mais do que possível ser super estilosa – e até arrasar no sporty – com o poá.

O segredo está no equilíbrio entre as peças. Vale coordenar a estampa com tênis despojados, botas glam, mom jeans ou apostar em recortes estratégicos, como blusas mais decotadas e comprimento mini. Se você for do time das fashionistas de plantão, que tal se jogar no resultado super trend e ainda arrasar no mix n’ match? Para dar aquela forcinha – e inspirar os seus próximos looks – selecionamos sete maneiras de usar poá que fogem do resultado óbvio. Olha só:

1. Arremate o vestido com tênis pesados – e melhor ainda se tiver meias aparentes!

2. Aposte na mom jeans que reforça o mood vintage e ainda cria o match perfeito com a tendência.

3. No melhor estilo french girl, com direito a salto blocado e wrap dress.

4. Com um super coturno para criar o high-low perfeito.

5. Com acessórios em palha para o mood french e despojado.

6. Combinando com suéter preppy e um bom par de tênis para o resultado total comfy na meia estação.

7. Vale dar um toque urbano com a jaqueta jeans e o chapéu.

Fonte: STEAL THE LOOK

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Comments ( 0 )
Página 1 de 1412345...10...Última »