Tommy Hilfiger apresentou na MFW (winter 19) uma coleção ready-to-wear toda inspirada no universo dos autódromos. A direção criativa foi co-criada com a modelo Gigi Hadid, que transmitiu peças croppeds, calças largas e acessórios bem característicos da fashion girl. O mood speed racer saiu das passarelas e conquistou as ruas – e segundo Gabrielle Chanel, a moda só é moda quando é usada nas ruas. Dito e feito, começamos a ver algumas peças inspired do desfile (ou não) nos corpos de muitas fashionistas. Hot or not? Vamos ver:

Faça sobreposições com as peças, aposte nos tons de preto, vermelho, amarelo, branco e azul. Jaquetas mais folgadas, larguinhas e de tactel também não podem faltar nas produções desse mood.

 

Fonte: Steal The Look

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Comments ( 0 )

Os fãs de Gigi Hadid têm muitos motivos pra comemorar. A top acaba de divulgar os primeiros looks de sua coleção em parceria com a Tommy Hilfiger. “Criativamente falando, é algo que é realmente fiel ao meu estilo e a maioria das peças são coisas que eu usaria o tempo todo. Eu queria que fosse algo que, quando as pessoas olhassem, elas saberiam que eu era a pessoa que projetou e que é algo que eu realmente vestiria. Estou muito feliz com isso”, contou Hadid à Vogue americana. Vale lembrar que a guapa também é embaixadora da Tommy.

A coleção vem recheada com uma moda jovem e ultramoderna, incluindo blusões, jaquetas bomber, náuticas, calça de cintura alta (alô, anos 90?), e maxi e mini vestidos estampados. Os patches bordados também são vistos em vários looks e nos mostra que a tendência continuará forte na próximas estações.

Veja o nosso top 5:

5_3 4_3 3_3 2_3 1_3

Fonte: Revista Glamour

 

Tags: , , , , , , , , , , ,

Comments ( 0 )

Esqueça as listras em preto e branco ou o clássico azul-marinho estilo náutico. A aposta da temporada é o listrado bem colorido! Amarelo, laranja, vermelho e azul – a ideia é investir em uma mistura de cores e tamanhos, para um look bem moderno e diferente.

listas-620-01Vestidos com listras bem coloridas foram vistos nos desfiles de Stella McCartney e Tommy Hilfiger na Semana de Moda de Nova York em 2015 (Foto: Getty Images)

Essa tendência começou a aparecer no radar da moda no ano passado, quando alguns desfiles abusaram de estampas listradas coloridas. Stella McCartney e Tommy Hilfiger foram alguns nomes que apostaram em um estilo esportivo e despojado – característico das marcas. As listras largas e grossas tornam a produção casual, perfeita para ser usada nos dias mais quentes, sem abrir mão de um look mais descolado.

listas-620-02Na última Semana de Moda de Milão, Fendi, Missoni e Salvatore Ferragamo apostaram na mesma tendência – desta vez com um toque mais chique (Foto: Getty Images)

Na última Semana de Moda de Milão, esse movimento colorido apareceu ainda mais forte; e, desta vez, ao contrário de Stella McCartney e Tommy Hilfinger, grifes como Missoni, Salvatore Ferragamo e Fendi trouxeram a tendência com um toque bem mais chique e sofisticado. O listrado mostrou que é versátil e funciona tanto para o dia, como para a noite, e aparece em vestidos, tops e até coletes.

Em uma temporada em que os tons terrosos reinaram nas passarelas e nos looks de  das fashionistas, parece que Missoni, Salvatore Ferragamo e Fendi conseguiram colocar as listras coloridas de volta ao centro das atenções.

 

Fonte: GNT

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Comments ( 0 )

Isabella Scherer largou a natação para se dedicar ao seu blog de moda e Zoë Kravitz já posou para campanha de marcas como Calvin Klein e Balenciaga. Saiba quem mais está se destacando.

isabella-schererIsabella Scherer
A filha do ex-nadador Fernando Scherer, o Xuxa, até cogitou seguir os passos do pai, mas preferiu deixar as aulas de natação e criar um blog, o The Blonde Cherry, para falar sobre moda e beleza. Na página, a menina de 19 anos divide seus looks do dia, dá dicas de cabelo e maquiagem e faz tutoriais. Os looks estilosos também fazem sucesso no Instagram, rede social em que contabiliza quase 100 mil seguidores.

hailey-baldwinHailey Baldwin
A modelo de 19 anos é filha de Stephen Baldwin, ator e irmão de Alec Baldwin. Ela já vinha chamando atenção há um tempo no mundo da moda: estampou uma campanha da Topshop, desfilou para a Tommy Hilfiger; aparece com frequência na primeira fila de desfiles e costuma apostar em looks ousados para eventos. Além do sucesso no universo fashion, Hailey atrai olhares por ser amiga das caçulas do clã Kardashian, Kendall e Kylie Jenner, e postar fotos no Instagram – rede social em que tem quase 4 milhões de seguidores – ao lado de famosos como Miley Cyrus, Selena Gomez, Jaden Smith e Drake. Recentemente, ela foi apontada com affair de Justin Bieber, já que aparece em várias fotos no Instagram do cantor.

north-westNorth West
Além de esbanjar fofura, North West, filha da socialite Kim Kardashian e do rapper Kanye West, é sempre vista com looks fashion. Suas roupas e acessórios são, muitas vezes, de marcas renomadas, como o casaco marrom da Balmain que ela vestiu sobre a roupa de ballet (foto acima) e as versões miniaturas de bolsas da Chanel e Saint Laurent que leva a eventos. Aos 2 anos, a pequena já tem personal stylist e estrelou um ensaio da revista “CR Fashion Book”, de Carine Roitfeld. “Nunca é tão cedo para se importar com a moda”, registrou Karl Lagerfeld na foto.

zoe-isabella-kravitzZöe Isabella Kravitz
Zöe, de 27 anos, atua e canta como os pais, o cantor Lenny Kravitz e a atriz Lisa Bonet. Além disso, ela tem talento para a moda: já posou para a Coach, Balenciaga e, recentemente, foi fotografada ao lado da mãe para a linha de joias e relógios da Calvin Klein. Sempre vista em fila A de desfiles, ela fez seu debút nas passarelas na temporada de verão 2016 da Semana de Moda de Paris, no desfile da Balenciaga – o último de Alexander Wang, seu amigo, como diretor criativo da grife.

lily-rose-deppLily-Rose Depp
Lily está seguindo os passos da mãe, a atriz Vanessa Paradis, eterna musa da Chanel. Aos 16 anos, ela já desfilou para a marca, foi nomeada uma das embaixadoras e estampou a campanha da coleção de óculos Pear. Fora estar de destacando no mundo fashion, a filha de Johnny Depp se lançou como atriz e já atou em 3 filmes.

willowsmithWillow Smith
Com apenas 10 anos, a filha de Will Smith e Jada Pinkett encantou a todos com a sua voz no sucesso Whip My Hair. A menina também atua, assim como os pais. Desde que se lançou na mídia, ela chama a atenção pelo seu estilo irreverente e ousado – muitas vezes inspirado na cantora Rihanna. Agora com 15 anos, ela tem marcado presença na fila A de desfiles e posou para campanha de Inverno 2016 da grife Marc Jacobs (foto à direita).

sasha-meneghelSasha Meneghel
A filha da apresentadora Xuxa Meneghel e do ator Luciano Szafir roubou todos os flashes ao surgir com um vestido vermelho longo no gala Brazil Foundation. A adolescente de 17 anos estava tão elegante no look da grife Randi & Ralph que foi até comparada com a übermodel Gisele Bündchen. Sasha é discreta, mas está sempre bem-vestida em aparições públicas. Ela quer inclusive seguir a profissão de estilista e já fez estágio na área.

 

Fonte: Marie Claire

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Comments ( 0 )

gettyimages-488206290

O desfile de Reem Acra para o verão 2016 (Foto: Getty Images)

Quem frequenta os festivais de música que pipocam pelo mundo está sempre preparado com um look hippie chic repleto de franjas, cores, crochê e materiais fluidos. Essa estética, que se popularizou graças ao Coachella – festival californiano que reúne celebs, fashionistas e anônimos –, foi também celebrada na temporada de verão 2016 da semana de moda de Nova York.

Nas passarelas, Tommy Hilfiger, Diane von Furstenberg e Reem Acra beberam da fonte boêmia e, cada um a sua maneira, apresentaram criações dignas dos shows mais concorridos do circuito internacional.

m-a1Tommy Hilfiger (Foto: Getty Images)

Para Tommy, a inspiração veio do Caribe e da cultura rastafári, típica da Jamaica. Isso se traduziu em gorrinhos, biquínis de crochê e muitas cores que remetem à bandeira do país centro-americano.

 

m-a-2

Diane von Furstenberg voltou aos anos 70 para elaborar uma coleção rica em patchworks de seda que misturavam padrões florais, animal prints e clássicas estampas de lenços. 

m-a-3

Por último, Reem Acra revelou looks de gala que incluiam maxi kaftãs e bordados dignos das odaliscas mais exuberantes. Peças riquíssimas que complementariam bem o visual de qualquer fashionista em um festival – desde que ela não parta para a frente do palco.

 

Fonte: Vogue

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Comments ( 0 )

E a Semana de Moda de NY, hein? É momento de ficar de olho na moda americana e seus novos caminhos – a mais comercial das temporadas de moda internacionais geralmente traz roupas e propostas que a gente tem vontade de usar agora – e não daqui a seis meses, quando elas vão chegar à lojas!

alexander-wang-altuzarra

 

Claro, existem os nomes mais autorais como Alexander Wang, por exemplo, que se inspirou em tênis e conseguiu mais uma vez criar algo novo a partir de suas referências no sportswear (fruto também de sua parceria com a Nike); e Altuzarra, que pensou no filme “O Bebê de Rosemary” e transformou aquele look baby-doll ingênuo da personagem de Mia Farrow em algo muito mais sexy!

Fora isso, as meninas devem suspirar pelos looks de Carolina Herrera (florais misturados com figuras geométricas, experimentações com modelagens nos ombros, saias bem rodadas) e de Tommy Hilfiger (pegada festival de música, Woodstock, flower-power, estrelas e listras, microvestidos ou longos, toque militar à “Sgt. Pepper’s Lonely Heart Club Band”, e Kendall Jenner e Georgia May Jagger na passarela). Qual você prefere?

carolina-herrera-620 tommy-620

 

Fonte: GNT

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Comments ( 0 )

semana de moda de Nova York começou na última quinta-feira (06.02) e termina só na próxima quinta (13.02), mas em cinco dias de desfiles nós já captamos algumas tendências que prometem pegar com tudo no inverno. Quer ver? Confira abaixo e fique esperta!

amarrados

Amarrado no pescoço
Já que o inverno é a época para usar e abusar dos cachecóis e lenços, que tal usá-los assim? Seja para fora ou dentro do casaco, a tendência aqui é deixar o pescoço completamente coberto e dar só um nó. Marcas como Prabal Gurung, Tommy HIlfiger e Thakoon investiram no amarrado.

casacos_1

Maxicasacos
Depois das maxijoias e dos maxicoletes, é a vez do casaco ganhar o tamanho big. A regra é: quanto maior, melhor! Já que a peça deixa o corpo bem grande, o laço no meio deixa a cintura mais marcadinha. Ah, e a mão escondida não é mais um problema, viu? Deixe só os dedinhos aparecendo e entre na tendência maxi.
terno (1)

Terninhos
Zero careta e zero cara de escritório, o terno deu as caras na semana de moda de Nova York. Teve versão com pegada oriental com colete-quimono na Suno, bem oversized. A do meio, tipo emprestada do papi é da Lacoste. E o supercool e larguinho é o de Helmut Lang. Portanto, quando pensar em ternos femininos, vamos rever nossos conceitos. O look “empresária de sucesso” virou so last season

colorido

Cor, muuuita cor!
Quem disse que é proibido usar peças supercoloridas no inverno? Os looks com estampas tropicais e de cores vivas também estão nas passarelas de Nova York. Ou seja, nada de aposentar suas saias e vestidos floridos depois do fim do verão, hein?

trico

Tricô da vovó
O tricô nunca saiu de moda, mas se depender dos desfiles de Yigal Azrouël, Tommy Hilfiger e Alexander Wang ele vai chegar assim: com a famosa turtleneck (ou gola rolê), aquela bem antiguinha! Além de esquentar muuuito, ela alonga o pescoço e agora aparece em blusas com diferentes desenhos e cores. Hot or not?

 

FONTE: GLAMOUR

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Comments ( 0 )


No interior de Goiás, uma promotora de justiça está travando uma batalha contra donos de confecções, contadores, policiais e fiscais da Receita.

Ela acusa fabricantes de roupas de falsificar grifes famosas, vendidas depois para todo o país.

A promotora Juliana França passou a sofrer ameaças depois que começou a investigar, há um ano, um esquema de falsificação de roupas na cidade de Jaraguá, que fica a 120 quilômetros de Goiânia.

“O pneu do meu carro foi rasgado com canivete. A minha cachorra foi envenenada, jogaram uma cobra na minha casa”.

No fórum recém-construído, o depósito com os produtos apreendidos já está lotado de matéria-prima e roupas falsificadas de marcas conhecidas, nacionais e internacionais. Entre elas 100 mil peças apreendidas em janeiro que estavam em 30 depósitos espalhados pela cidade.

Um deles escondia atrás da fachada de uma casa, a poucos metros do fórum. Em uma operação, a máquina de costura foi apreendida justo na hora em que as camisas eram bordadas com a marca de uma grife famosa.

Segundo os investigadores, a máquina e as roupas que estavam sendo bordadas pertencem a Cláudio Crisóstemo, que é dono de uma confecção na cidade. Ele nega produzir roupas falsas.

“O povo está fazendo tempestade em copo d´água, coisa que não existe, ou, às vezes, um e outro está difamando a cidade inteira”, afirma Cláudio.

Em outra confecção, também investigada por falsificação, o dono não permitiu a entrada da equipe do Jornal da Globo. João Alberto Ribeiro, que responde ao processo em liberdade, também alega inocência.

Segundo o Ministério Público, a indústria de falsificação em Jaraguá chega a produzir um milhão e meio de peças por mês. 80% dos 800 fabricantes de roupa da cidade estariam envolvidos com a pirataria.

Na lista dos investigados estão 41 pessoas: são donos e gerentes de confecções, fornecedores de peças, fiscais da Receita, contadores e até policiais estariam agindo como informantes, fornecendo dados sobre operações de combate à pirataria ou ajudando a esconder a produção ilegal.

Apesar dos fortes indícios, na cadeia de Jaraguá não existe nenhum preso condenado por algum tipo de envolvimento com a falsificação de roupas.

O Ministério Público e a polícia civil ainda estão investigando esse comércio ilegal para concluir o que já está sendo chamado de o maior inquérito aberto até hoje na cidade sobre o assunto.

No inquérito foram incluídas conversas telefônicas gravadas com autorização da Justiça.

Comprador: “eu trabalho aqui na região do Tocantins”;
Falsificador: “certo”;
Comprador: “ele disse que você fornece, que você faz uma calça boa, né?”;
Falsificador: “ahã!”;
Comprador: “é marca própria ou é só falsificada, Mário?”;
Falsificador: “uai, tenho as duas”.
Mesmo depois de flagradas, produzindo roupas piratas, as confecções voltam a funcionar. Sinal de que só a fiscalização já não intimida mais.
Compradora: “e aí, pegaram roupa sua?”;
Falsificadora: “pegou, uai!”;
Compradora: “mesmo?”;
Falsificadora: “pegou foi de todo mundo aqui!”;
Compradora: “nossa!”;
Falsificadora: “então, agora na semana que vem a gente começa, está começando de novo, semana que vem já tem de novo, né”.

“Isso é vergonhoso para a cidade e para os cidadãos de bem que estão de certa forma presos nessa cadeia de falsificação mais que tem a possibilidade de passar para a legalidade e conviver de uma forma tranquila, pacífica, sem medo de mais cedo ou mais tarde baterem na sua porta e fazer uma apreensão de mercadorias ilícitas em sua casa”.

Visto G1

Tags: , , , , , , , , , , , ,

Comments ( 2 )